sábado, 17 de dezembro de 2011

Livro novo!

"Para mim, era às vezes doloroso saber que, para aqueles que acompanharam sua vida com interesse, eu era apenas a primeira esposa, a esposa de Paris.
Mas talvez isso fosse vaidade, querer sobressair numa longa fila de mulheres. Na verdade, não importava o que os outros vissem. Sabíamos o que havíamos tido e o que significara e, embora tanta coisa nos tivesse acontecido desde então, nada foi como aqueles anos em Paris, depois da guerra. A vida era dolorosamente pura, simples e boa, e eu acredito que Ernest era o melhor de si mesmo. Tive o melhor dele. Tivemos o melhor um do outro"

Relato não ficcional de Paula McLain sobre o primeiro casamento de Hemingway capta a sensação de desespero e de leve esperança que impregnou a época e o relacionamento dos dois.


"Casados com Paris - A história de amor e traição do jovem casal Hemingway nos loucos anos 1920" - meu presente de Natal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Senta o dedo aí!