quarta-feira, 6 de abril de 2011

:(

Sonhei que estava viajando, acho que estava em uma praia, mas queria ir embora logo pra casa pra poder ficar com você.
Mas aí, meio sonolenta ainda, eu despertei e lembrei que não adianta eu voltar cedo ou tarde pra casa porque você não está mais lá, em nenhum horário, do dia ou da noite.
Fico aqui nesse silêncio, todos os dias, ao amanhecer, ao entardecer, ao anoitecer. Nada muda.
Por que tinha de ser assim? Por que essa falta nunca some?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Senta o dedo aí!