sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Pois é!

Eu aprendo tanto com o meu Pai...

- Pai, como é que eu vou fazer pra declarar meu imposto de renda se eu não tenho registro e nem dou nota pra empresa em que trabalho?

- Ah filha, tem que se informar com o despachante. Ou então você pode declarar que é uma profissional do sexo, que acha?

Tá bom pra vocês?

Tipo, o cara me tirou, na cara larga, mas ele tem razão. E isso me fez lembrar esse vídeo aqui.
Sabe, a minha vida profissional é uma prostituição, igual a da moça do vídeo. Sem eira e nem beira. Que tristeza!

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Pro meu Pai


Hoje é aniversário do meu véio. Já ligamos (eu e meu irmão) para ele logo cedo pra dar os parabéns. Colocamos uma musiquinha de fundo pra dar um clima. Escolhemos Roberto Carlos (é óbvio!), e logo nos primeiros acordes de "FANFARA, FANFARA, FANFAAAAAAAAAARA", o cara desaguou. Chorou e falou "Cêis dois são foda", com a voz embargada.

São 62 anos de tantas emoção, gente.
Parabéns Paizinho Lindo!!!!!



segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Da série: COISAS QUE ME EMPUTECEM

Carros passando o sinal vermelho na Avenida Doutor Arnaldo como se isso fosse a coisa mais normal e aceitável do mundo.

Desaba(fa)ndo

O maior sonho da minha vida? Quer saber mesmo? Então tá...
O que eu mais queria nessa puta dessa vida é não ter que trabalhar. É isso! Podem me julgar, me taxar, o cassete à quatro, mas o meu sonho é esse. Ou melhor, pra ser mais exata, eu gostaria de não ter que depender do trabalho para viver, para ser feliz, para se conquistar as coisas.
É claro que eu falo isso pq não encontrei um trabalho bacana, que me identificasse e que me fizesse sentir plenamente realizada como muitos dizem por aí. E pra ser sincera, eu até desacredito que isso exista, mas, enfim...

Por isso que eu jogo na Mega Sena, sabe? Pq esse é o único meio que me possibilita ganhar rios de dinheiro sem que eu tenha que me foder mais do que já me fodo atualmente. E olha, juro que não quero ser rica para me tornar madame. Eu quero é estabilidade, tranquilidade, fazer o que tenho vontade e na hora que quiser. Se ganhasse 100 milhões, eu ajudaria minha família, a Mazé o Tio Lula. Dava 10 milhões pra cada um e viveria com o juros do restante da bolada.
Não quero usar roupas caras, de seda coreana, nem quero comer caviar, beber champagne do mais caro, neeeeeeeeeeem... Eu quero é ficar de boa. Quero comprar uma casa bacana, um carro legal, uma TV um pouco maior que a que tenho hoje e tá bom. Quero ver minhas novelas, gente! De manhã, de tarde e de noite. Quero viajar pra onde quiser, na hora que quiser. Quero aprender a falar inglês, francês e espanhol. Quero tomar chocolate quente na calçada no meio de uma tarde fria. Sabe?! É isso!

Pq eu acho o fim você se matar a vida toda pra ganhar uns trocados e gastar em uma coisa só. Tipo, você passa anos juntando uma grana pra comprar um carro. Aí você continua pagando todo o "pacote" que implica ter um carro. Aí depois, você junta mais uma grana pra viajar. Aí você viaja, um mês fora que seja e pronto, acabou tudo. Aí, simbora juntar mais dinheiro. Aí você decide casar e pronto, faz festa pra um bando de gente, usa um vestido de noiva por algumas horas e acabou o dinheiro de novo. Pra quê isso, né? É tanto sacríficio pra ter as coisas, tanta energia jogada fora. Aí, nêgo fala que dá satisfação conseguir as coisas com esforço. Vá pra puta que o pariu. Não dá satisfação porra nenhuma! Dá trabalho, dá stress, implica em renúncias e não é nada bacana. É suado, é doído, é sofrido.
Jogadores de futebol e políticos, por exemplo, ganham dinheiro sem trabalhar a metade do que nós, e o que eles faturam por ano, a gente não juntará nunca em vida. É justo isso?

Você perde hoooooooooooooooooras e hoooooooooooooooooras no trânsito e isso mata qualquer esperança. Aí você tem hora certa pra entrar e pra sair no seu trabalho. E as reuniões? Que pé no saco isso! Um bando de gente em uma mesa, anotando blablabla no caderninho, traçando estratégias e se achando os executivos. ME DIZ, PRA QUÊ?

Eu não quero isso pra mim, não. E vou fazer o possível pra não ter que viver assim até o resto dos meus dias. Isso é condenação da alma, do corpo, do espírito, Deus que me livre e guarde de toda essa realidade que as pessoas julgam ser importante pra ser feliz.

Por isso que eu jogo na Mega Sena. Eu quero dinheiro pra ter tranquilidade e não ter que trabalhar. É isso!

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Pasión

Vi a mensagem postada nesse Tumblr e concordo super.
Aliás, estava com essa frase pronta para ser postada aqui. Portanto, esse post acaba sendo uma cópia-não cópia, entenderam?! Bom, mas o que vale mesmo é a mensagem:


“ El tipo puede cambiar de todo… De cara, de casa, de familia, de novia, de religión, de Dios. Pero hay una cosa que no puede cambiar, Benjamín: no puede cambiar de pasión"

Frase dita por Pedro Sandoval, o meu bêbado preferido, em um dos filmes mais geniais que já vi: O Segredo de Seus Olhos.

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Chega chegando

Não eram nem sete da manhã quando meu Pai entrou pela casa, assoviando, como se o relógio já marcasse meio-dia.
Não contente em não receber nenhum aceno recíproco, subiu as escadas e viu que eu e meu irmão dormíamos o sono dos justos. Sem pensar em nada, disparou a dizer:

- Oi meu filho! Oi minha filha! Bom dia! Vim buscar minhas correspondências, tá?! Desculpa atrapalhar o sono de vocês. Tchau!

Cara, eu nem olhei pra cara dele. Meu irmão ainda respondeu um "Tchau Pai", só pro véio não ficar no vácuo.
Porra, precisa chegar assoviando às seis da manhã e depois fazer questão de nos acordar só pra pedir desculpas? É demais, né?!

Meu sono não me deixou agir, nem pra mandar ele pra PQP, mas a verdade é que eu tô com uma saudade monstra desse cara!

Flor de Nina


Para uma Menina com uma Flor

Porque você é uma menina com uma flor e tem uma voz que não sai, eu lhe prometo amor eterno, salvo se você bater pino,
o que, aliás, você não vai nunca porque você acorda tarde, tem um ar recuado e gosta de brigadeiro: quero dizer, o doce feito com leite condensado.

E porque você é uma menina com uma flor e chorou na estação de Roma porque nossas malas seguiram sozinhas para Paris e você ficou morrendo de pena delas partindo assim no meio de todas aquelas malas estrangeiras.

E porque você sonha que eu estou passando você para trás, transfere sua d.d.c. para o meu cotidiano, e implica comigo o dia inteiro como se eu tivesse culpa de você ser assim tão subliminar. E porque quando você começou a gostar de mim procurava saber por todos os modos com que camisa esporte
eu ia sair para fazer mimetismo de amor, se vestindo parecido. E porque você tem um rosto que está sempre um nicho, mesmo quando põe o cabelo para cima, parecendo uma santa moderna, e anda lento, e fala em 33 rotações mas sem ficar chata. E porque você é uma menina com uma flor, eu lhe predigo muitos anos de felicidade, pelo menos até eu ficar velho: mas só quando eu der uma paradinha marota para olhar para trás, aí você pode se mandar, eu compreendo.

E porque você é uma menina com uma flor e tem um andar de pajem medieval; e porque você quando canta nem um mosquito ouve a sua voz, e você desafina lindo e logo conserta,
e às vezes acorda no meio da noite e fica cantando feito uma maluca. E porque você tem um ursinho chamado Nounouse e fala mal de mim para ele, e ele escuta e não concorda porque ele é muito meu chapa, e quando você se sente perdida e sozinha no mundo você se deita agarrada com ele e chora feito uma boba fazendo um bico deste tamanho. E porque você é uma menina que não pisca nunca e seus olhos foram feitos na primeira noite da Criação, e você é capaz de ficar me olhando horas. E porque você é uma menina que tem medo de ver a Cara-na-Vidraça, e quando eu olho você muito tempo você vai ficando nervosa até eu dizer que estou brincando.
E porque você é uma menina com uma flor e cativou meu coração e adora purê de batata, eu lhe peço que me sagre seu Constante e Fiel Cavalheiro.

E sendo você uma menina com uma flor, eu lhe peço também que nunca mais me deixe sozinho, como nesse último mês em Paris; fica tudo uma rua silenciosa e escura que não vai dar em lugar nenhum; os móveis ficam parados me olhando com pena;
é um vazio tão grande que as mulheres nem ousam me amar porque dariam tudo para ter um poeta penando assim por elas, a mão no queixo, a perna cruzada triste e aquele olhar que não vê. E porque você é a única menina com uma flor que eu conheço, eu escrevi uma canção tão bonita para você, "Minha namorada", a fim de que, quando eu morrer, você, se por acaso não morrer também, fique deitadinha abraçada com Nounouse cantando sem voz aquele pedaço que eu digo que você tem de ser a estrela derradeira, minha amiga e companheira, no infinito de nós dois.

E já que você é uma menina com uma flor e eu estou vendo você subir agora - tão purinha entre as marias-sem-vergonha
- a ladeira que traz ao nosso chalé, aqui nessas montanhas recortadas pela mão de Guignard; e o meu coração, como quando você me disse que me amava, põe-se a bater cada vez mais depressa.
E porque eu me levanto para recolher você no meu abraço, e o mato à nossa volta se faz murmuroso e se enche de vaga-lumes enquanto a noite desce com seus segredos, suas mortes, seus espantos - eu sei, ah, eu sei que o meu amor por você é feito de todos os amores que eu já tive, e você é a filha dileta de todas as mulheres que eu amei; e que todas as mulheres que eu amei, como tristes estátuas ao longo da aléia de um jardim noturno, foram passando você de mão em mão até mim, cuspindo no seu rosto e enfrentando a sua fronte de grinaldas; foram passando você até mim entre cantos, súplicas e vociferações - porque você é linda, porque você é meiga e sobretudo porque você é uma menina com uma flor.
Vinícius de Moraes

***
Amei essa foto, Bru!
(foto por Bruna Queiroga)

Domingo com Gabi...

... e com o Benjamin, claro!



segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Pena que foi só um sonho


"Nina, eu sonhei com a sua mãe. Foi na noite de sexta pra sábado. Eu acordei toda alvoroçada, achando que tinha perdido a hora pra vir trabalhar... Você aparecia no sonho, estada sentada num murinho de uma casa, com as pernas soltas. Você estava rodeada de flores, tinha muita 'maria-sem-vergonha' em torno de você, sabe aquela flor? Ela traz muita paz, harmonia e prosperidade.

Sua mãe estava distante, não muito perto de você e te via lá sentada. Aí a Rosa olhava pra mim e dizia: "Olha como minha filha está bonita! Que mulher linda que ela se tornou! Obrigada por tudo que você faz pela minha filha Mazé, ela ama muito você".

Sua mãe estava bem e sorridente, te olhando, te admirando de longe. Você tinha a mesma idade de hoje e tava vestindo uma roupa parecida com esse seu pijama.
Ela está bem, Nina!"