quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Nasce uma estrela!

Meu Pai está me dando parabéns desde ontem à noite (26/01). Nos falamos por telefone e ele começou a me felicitar muito antes do dia certo, mas beleza.
Aí no meio da conversa comecei a questioná-lo:


- Pai, à essa hora, a minha mãe já estava no hospital?

- Não filha. Sua mãe deu entrada no São Camilo às 7h do dia 27. Eu peguei um carro emprestado com um amigo e a levei pro hospital cedinho. Quando foi 10h45 você nasceu de cesárea. Aí o médico veio até mim e perguntou 'quem tem o pé torto em casa?', respondi que eu é que tinha, aí ele disse 'então a filha é sua'. Você tava toda suja, cagada...

- Cagada?!

- É, toda zuada. E eu queria muito uma menina, nós não sabíamos o sexo, aí veio você. Sua mãe olhou pra mim e disse 'você não queria uma menina? tá aí'. Aí, depois que você nasceu, eu fui embora pra casa, dormi a tarde toda, perdi a hora e a freguesia do leite

- Nossa Pai, pq você dormiu tanto assim?

- Eu tava tenso, filha. Levei sua mãe cedo no hospital e tinha trabalhado na madrugada, né?!


É aceitável, tadinho. Meu Pai trabalhava no Leite Paulista nessa época. Dirigia um caminhão e entregava os saquinhos de leite nas padarias, mercados e etc...


Destaques importantes a saber sobre meu nascimento e sobre a minha pessoa:


1) Antes de me batizarem de Roberta, cogitaram me dar o nome de Samanta. Meu avô paterno, o Seu Cardoso, foi contra. Disse que 'Salamandra era nome de lagartixa'.

2) Minha avó paterna, a Dona Carmen, queria que eu levasse o nome das duas avós. Assim, me chamaria Carmen Tereza, ou Tereza Carmen

3) Fui registrada quase cinco dias depois de nascer.

4) O obstetra que fez o parto da minha mãe chamava o meu pai de Jesus, pq o véio era barbudo e cabeludo como Nosso Senhor.

5) Minha mãe me pariu com 36 anos e tinha leite nas teta a dar com pau. Amamentou a mim e mais uma menina, chamada Luciana.

6) Minha mãe perdeu dois bebês no intervalo entre o Rodrigo e eu. Tamanha era a dificuldade de engravidar que Dona Rosa apelou pra todos os tipos de tratamento e afins. Até termômetro na xixa ela enfiou pra fazer a bagaça na hora certa (meu pai que conta isso, gente!).

7) Não é a toa que fizeram uma linda promessa para que eu nascesse mulher. Por isso sou ROBERTA APARECIDA em homenagem à Santa.

8) A primeira palavra que aprendi a falar foi FEDIDA. Ahahaha, logo cedo eu já xingava as pessoas.

9) Meus padrinhos de batismo seria um casal de amigos carioca dos meus pais, mas a minha avó paterna, a portuguesa rancorosa Carmen não deixou. Fui batizada por ela e pelo meu avô.

10) Nasci careca, sem cílios e nem sobrancelha. Minha mãe achou que eu fosse uma albina. Em compensação, hoje em dia tenho pêlo até no rabo!

11) Quando mamãe passeava comigo pelas ruas, todo mundo achava que ela era a babá ou uma sequestradora. Como pode uma mãe parda ter uma filha loira, né?!

12) Mamãe dizia aos amigos que eu seria a Miss Brasil 2.000. HAHAHAHAHAHA, CAGUEI DE RIR!!!


Bom, gente, é isso aí, então.

Tô aqui, VIVONA E VIVENDO os meus 18 28 anos com muita alegria. Estou beirando os 30, mas não tem problema. Cada ano que passa eu fico mais linda, gostosa e sensual, quase uma Miss.


Beijos de 28 anos :)



quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Os aniversariantes merecem um dia off!

Aniversariante deveria ter o dia livre pra si. Sem trabalho, sem estresse, sem trânsito, sem nada. Um dia só pra ele fazer o que quisesse, tipo Spa Day.
Como o ser humando pode passar o dia do nascimento enfrentando a mesma rotina dos outros 364 dias do ano? Acho um absurdo!
Aniversário a gente só faz uma vez por ano, e cá pra nós, nenhuma empresa iria falir sem a presença do empregado por apenas um dia de folga, né? E outra, fazer aniversário é o mesmo que comemorar o Ano Novo, por isso, mais do que nunca, a gente deveria ter esse momento de reflexão, amadurecimento e concentração onde desejasse estar. O mundo seria muito mais feliz se isso de fato acontecesse.

Amanhã comemoro meus lindos 28 anos aqui, no trabalho, no trânsito, na correria, no telefone com clientes e etc e tal. E eu pergunto: é isso que a gente merece?
Poderia estar em casa vendo minhas novelas deitada no colchão da sala. Ou então poderia sair, almoçar fora, fazer uma escova no cabelo pra me sentir (mais) bela, fazer as unhas, comprar um vestido, tomar um drink à noite e receber minhas felicitações em paz. Mas não vai dar.

E só pra não cagar de vez na data do meu nascimento, virei trabalhar de carro. Ninguém merece segurar no ferro do metrô e suar feito uma porca bem no horário em que nasceu.
Já que é pra foder de vez, vou gastar com gasolina e enfrentar o trânsito da cidade engatando a primeira e a segunda marcha por muitos minutos seguidos. Pelo menos tô ali sentadinha, ouvindo musiquinha e não fico fedida logo no primeiro dia dos meus 28 anos.

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

E lá vem mais um BBB

É hoooooooooooooooje, minha gente!!!!!!!!!!!!!!!!!
BIG BROTHER BRASIL 11, como eu esperei por você!!!!!!!!!!!!!!!

Peço que esqueçam de mim nos próximos três meses.

O portal TERRA publicou uma matéria com o título: "Confira as frases mais repetidas na história do BBB". Ai gente, sensacional como esse povo é metido a descolado e inteligente, né?! Pela mãe do guarda... BBB é diversão, é humor, é entretenimento puro!

Ninguém fala abertamente que quer meter a mão na bufunfa e parar de trabalhar forever. Não sei que mal há nisso. Os participantes preferem colecionar as seguintes pérolas:

- "O Brasil está vendo" [geralmente usado pelo coitadinho que se acha desprezado!]
- "Uhuuuuu" [usado em dia de festas]
- "Não é nada pessoal" [dia de votação, a falsidade impera]
- "Isso aqui é um jogo" [pra mim é mais que jogo, é tipo um torneio da Mega Sena]
- "Só de estar aqui já somos vencedores" [papinho de gente chata, loser!]
- "Nossa vida vai mudar" [vai mudar se levar a bufunfa, do contrário, NOOOT]
- "Te espero lá fora" [só se o cara - ou a mina- ganharem $$]
- "Eu te amo" [aham, senta lá, Claudia! Nunca vi povo amar com tanta facilidade...]
- "Eu não estou interpretando" [e o que tem interpretar? Tá na Globo mesmo, mermão!]
- "Valeu Brasil" [ai, essa é a pior! O "valeu" serve apenas pra quem ganha, é mérito exclusivo dele, não tem nada a ver com o Brasil. Sifudê!]

Ai, não vejo a hora do Bial saudar a nave BBB.

Voltaremos com a programação normal em março.
Grata!

Nota da autora: Sabe, se eu pudesse escolher uma rotina televisiva pra minha vida, ela se resumiria em: NOVELA, BIG BROTHER E FUTEBOL. Só! Não preciso de TeleCine 1, 2, 3, 4, 5, 6, nem de Discovery, nem de mais nada. JURO! Um pouquinho de Jornal Nacional, vai, só pra ninguém me achar fútil e desocupada.

Oração da Serenidade

"Meu Deus, dai-me serenidade para aceitar as coisas que não posso mudar, coragem para mudar as coisas que posso e sabedoria para perceber a diferença"

Oração da Serenidade - Friedrich Oetinger.
Lida no livro "Desculpa, quero me casar contigo".

Adaptei pra minha vida :=)

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Não me quebro à toa!

Não tem jeito. Meu 2011 só vai começar quando alguma coisa mudar.
Preciso manter a calma, esperar e confiar que dias melhores virão. Também preciso tirar energias não sei de onde pra não deixar a peteca cair. Ah, também preciso de rios de dinheiro para pagar tudo aquilo que desejo ter. E nem é muita coisa, só pra você ter ideia da miséria que eu vivo. E como não foquei muito na calcinha amarela, tô sentindo que o barato pode não funcionar como deveria neste ano.
Bom, a gente segue. Não pode parar!
Então vem, Luiz Melodia, canta essa musiquinha pra me deixar feliz, vai...


"Agora ninguém mais me joga pedra,
Porém já jogaram tantas
Pensam que me destruíram

Vocês sabem quando cai um castelo aqui
Levanta-se outro ali
Recuperando o que desmoronou

Só o vencido se transforma no adormecido
Por ter caído desiste
Não quer mais se levantar

Eu, escorreguei foi natural,
Porém o bem não se paga com o mal
Eu vou me levantar outra vez

A construção humana é matéria concreta que só Deus destrói,
Não adianta pedradas que o que vem de baixo não me atinge, não dói
Sou obra boa, sou arte divina não me quebro à toa
Onde escorreguei ainda ficou lodo pra alguém escorregar

Sou obra boa, sou arte divina não me quebro à toa
Onde escorreguei ainda ficou lodo pra alguém escorregar"




Não Me Quebro À Toa - Luiz Melodia

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

2011

Vamos dar início aos trabalhos em 2011, gente?
VAMOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOS!!!!
Mesmo com essa preguiça infinita que me domina, vou rabiscar umas coisas neste primeiro post de 2011.

Nem fiz resuminho sobre 2010 e nem escrevi aqui as minhas intenções para 2011 aqui no blog. Preguiça infinita me dominando desde o ano passado, eu sei. Mas é que também eu preciso parar de pedir e de prometer e agir mais. É preciso vencer a fadiga mesmo que a fadiga não deixe.

2010 foi MARA, eu amei o ano que passou, mesmo que alguns planos não tenham dado certo, o resultado foi positivo. E puxando pelo lado fútil e material da coisa, eu pude comprar meu carro, minha cama, meu notebook, viajar pra Buenos Aires e comprar muitas roupas e sapatos. Nunca tinha me acabado de gastar dinheiro nessa vida, acho que eu precisava dar uma de rica e esbanjar. E assim foi.
No âmbito profissional é que, mais uma vez, não tive sucesso. Mas eu não quero falar muito disso, não.

Aliás, eu me preparei pra diversas mentalizações nessa virada de ano e mal conseguir pensar direito. Sei lá, viu... Usei minha carcinha amarela e força na peruca que Deus pode mais.
Abracei a parentada, comi e fui chorar no ombro do meu namorado. Dormi em seguida, com a cara toda dura de tanto escorrer lágrimas e assim foi.
Acho que já é o inferno astral chegando, mas até de lutar contra ele eu estou com preguiça!

Feliz 2011, gente boa!