segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Tudo travado!

“Ando devagar pq já tive pressa...”, não gente, não é por isso, não. Ando devagar pq eu estou travada. Isso mesmo, tra-vei!
Hoje pela manhã, enquanto dava passos largos na estação Carrão pra compensar meu pequeno atraso, senti uma leve pontada ou fisgada, sei lá, na coxa, perto do joelho. Será que é o sapato? Será que é meu jeito de andar? Ou só meu corpo se queixando do ócio?
Não sei o que é ao certo, mas é engraçado que eu só sinto essas dores no corpo durante a semana. Aí chega sábado e domingo, eu tô linda e posso até acordar cedo sem reclamar muito.
Aí eu chego no trabalho e me deparo com um texto sobre DOR CRÔNICA para produzir e... travo! Como pode, né? Um assunto tão amplo me deixar sem palavras, sem forças, sem foco pra pensar e escrever. Sei lá o que eu fiz, juntei meia dúzia de palavras daqui com palavras de acolá e SHAZAM, saiu.
Mas olha, levei quase um dia todo pra fazer um texto que merecia nada mais do que uma hora de minha atenção. Não sei o pq disso.
Minha cabeça fervilha e eu não consigo freá-la. Imagino trocentas hipóteses pra buscar o equilíbrio e não encontro. Me fecho, penso, analiso e não chego em lugar nenhum. Nada me agrada. Tudo me agrada. Quero isso agora, depois não quero mais. Ouço alguém dizer que isso é bom, então, eu quero. Aí ouço outro falar que é ruim, penso bem e não quero mais. Oi, sou influenciável e beiro a indecisão constantemente e isso não me deixa feliz.
Quando vivo uma rotina alucinante de pautas e follows, fico doida e peço pra que Deus me dê sossego. Aí, quando vivo num marasmo, num banzo sem fim, me ajoelho e peço a loucura em dobro. Vai entender...

Hoje estava num desânimo, num peso, que só por Deus. Não sei o que quero pra minha vida, a não ser dinheiro. Isso eu sei bem que quero.
Mas além da maldita moeda de troca eu quero ser feliz, fazer algo que goste de verdade em uma área que não me exija horários, crachá e cara feia por causa de atrasos. Será que é pedir muito nesse mundo tão moderno de hoje?

Além disso tem a casa em obra, o médico que eu quero ir, a academia que eu quero voltar a fazer, o freela que precisa de atenção e a minha conta com apenas R$ 28,00.
Bom, pelo menos acho que dá pra almoçar amanhã e quarta, mas sem poder beber um suco, é claro!

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Falou pouco mas falou bo-ni-to!

Eis que recebo um torpedo:

Oi bebe to com saud te amo babo

Aí eu páro e penso: Será que eu recebi um sms do Saramago? Sim, pq sem ponto final e sem vírgula, só pode ser ele, né?!
Mas não, a pessoa que me escreveu é só um conterrâneo do escritor. Um parente distante, eu diria. A mensagem é do meu Pai, aquele ser de luz.

Tem como não amar?

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

SOBERANO

Aí você pára e analisa toda a história de um time com apenas 74 anos mas que conquistou muito mais títulos do que qualquer outro clube do Brasil e chega a uma conclusão: Aconteça o que acontecer, esteja onde estiver, nós somos soberanos. E não adianta falar que é arrogância ou soberba de São Paulino, não. Como já disse o nosso eterno mestre MURICY: Isso aqui é trabalho, meu filho!



O documentário narra as vitórias do São Paulo em seis campeonatos brasileiros. Além disso, traz depoimentos de nomes marcantes na história do time como Rogério Ceni, Muricy Ramalho, Chicão, Careca, Daryo Pereira, Telê Santana, Raí, entre outros.
O longa tem direção de Carlos Nader, diretor do filme “Jean Charles”, roteiro de Maurício Arruda e trilha sonora de Nando Reis.
Estreia prometida para 17/09/2010.

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Vossa Excelência!

Eu odeio política.
Quer dizer, deixa eu refazer a frase: eu odeio o cenário político do nosso País. Odeio, destesto, tenho raiva, nojo e ignoro.
Na faculdade, eu até gostava de estudar Política e Economia com o Lanzoni de boina. Adorava ler sobre a história do Brasil, da luta pelo direito ao voto e saber que pouquíssimos presidentes fizeram algo que realmente prestou para o nosso país. Dos bons, eu me lembro apenas de Getúlio Vargas e Juscelino Kubitschek. É claro que existem controvérsias com realação aos dois, afinal, ninguém foi 100% bom, 100% honesto e 100% eficaz.
Nosso País tem inúmeros problemas e isso não vem de hoje. É pra lá de complicado arranjar alguém capaz de resolver todos os problemas – mesmo que os básicos – que a população enfrenta: saúde, educação, moradia, transporte e etc...
Acho que a descrença brotou em mim no ano de 1992 quando com apenas nove anos de idade ouvi pela primeira vez a palavra impeachment e vi a galera saindo nas ruas com as caras pintadas e querendo tirar o atual presidente do poder. Fernando Collor de Melo é o nome do rapaz. Meteu a mão no povo até não poder mais. Posava com carinha de santo, era metidinho a mauricinho e fez muita gente quebrar com maldita inflação.
A roubalheira sem limites não é mérito apenas dos presidenciáveis. Prefeitos, governadores, senadores, deputados, vereadores, ninguém presta. Não quero generalizar, é claro que existem pessoas corretas, que trabalham pelo melhor, mas é que até agora ninguém achou UM. (Vale o Suplicy citando Racionais MC’s no plenário?)

2010 é ano eleitoral. Temos que votar para presidente, governador, senador e deputado estadual e federal. Mas só se vê palhaçada por aí. Ninguém leva o Brasil à sério, nem os candidatos e nem a própria população.
Eu acho um SACO ver gente metendo o pau no Serra, outro falando da Dilma, mas o que ninguém percebe é que todos eles são iguais. IGUAIZINHOS. Odeio ler gente que fala que defende tal partido sendo que nem os próprios candidatos são fiéis a uma ideologia. Marina Silva, por exemplo, era do PT, hoje defende o PV. É um samba do crioulo doido! É claro que todo mundo tem o direito de fazer parte do grupo que melhor se identifica, mas existem candidatos que, a cada nova eleição, está em um partido diferente. A Marina foi só um exemplo (melhor eu me explicar pq daqui a pouco surge algum candidato verde deixando algum comentário xucro e anônimo, é claro!).

Aí, você decide parar pra analisar as opções de voto que existem por aí. Marta Suplicy, a loca do botox, já foi prefeita de São Paulo e apelidada carinhosamente de MARTAXA. Criou taxa até pra coleta de lixo na cidade. Depois, em outra ocasião assumiu o Ministério do Turismo e, em meio a crise que acontecia no setor aéreo, mandou a população “relaxar ‘ gozar” nos aeroportos aguardando seu vôo sair com horas de atraso. Tá jóia, né?! Pois bem, ela tá na pixxta disputa de novo, desta vez, como senadora. E quer saber? Vai ganhar. Está liderando as pesquisas.

O Collor já voltou a se eleger também, o Maluf não tem a ficha limpa e também tá solto por aí e assim a gente vai vivendo.

Você entende? Não, nem eu. Mas sabe a diferença entre mim e esse bando de gente engajadas em mudar a história do Brasil? Eu não procuro entender.
Sério mesmo, nem ligo pra isso. Por mim, anularia SEMPRE os meus votos. Sei que muitos de vocês vão dizer que se o povo não se dedicar e não buscar novas experiências, o País não vai melhorar nunca, que o voto é um direito nosso, que devemos honrá-lo e blábláblá wiskas sachê... Mas gente, é impossível exercer nosso poder de escolha com essa tropa do mal que nos oferecem como opção.

É tudo um ciclo. Começa com os políticos, um bando de corrupto implorando seu voto na TV, criando jingles e campanhas repletas de sorrisos e esperanças para iludir o eleitor.
Até humorista, ex jogador de futebol, ex lutador de boxe e cãozinho dos teclados surgem, do nada, querendo fazer parte da palhaçada e abocanhar alguma vaga na política. Tiririca, Marcelinho Carioca, Vampeta, Popó e Frank Aguiar são alguns exemplos.

Aí aparece o cidadão, o trabalhador brasileiro que se identifica com o slogan do Tiririca, por exemplo: “VOTE TIRIRICA, PIOR QUE TÁ, NÃO FICA”. Ou então: “TITICA POR TITICA, VOTE NO TIRIRICA” e pronto, está feita a merda.

Fala sério, né?! Isso é Brasil, gente.

Agora baixaram uma lei aí proibindo os programas de humor a fazer piadinhas que envolvam os candidatos políticos. Fala sério, né?! São eles mesmos que fazem o maior humor, protagonizando as cenas mais hilárias da história no horário eleitoral e mandam um “cala a boca” para quem realmente vive disso. É fora de série! Isso até onde eu saiba se chama CENSURA e já foi vencida há anos...

Por isso eu deixo claro aqui que eu odeio, detesto, tenho raiva, nojo e ignoro qualquer manifestação política nesse meu País. Não é pq eu sou uma cidadã que não exerce o meu dever, mas sim pq é deprimente, é lastimável assistir tanto roubo, fraude e palhaçada e ainda dar voto pra esses caras. É o fim da picada.
A população deveria se unir e, no dia da eleição, VOTAR NULO, ou então, faltar, não exercer a democracia e dar as costas pra tudo isso. É isso que eles merecem, o nosso desprezo, o nosso NÃO. Eu fecharia fácil. Alguém topa?

Deixo aqui uma canção que fala exatamente tudo isso que citei acima. É meu hino contra a política do Brasil. Enquanto vocês se matam defendendo candidato, eu apenas grito: “BANDIDO, CORRUPTO, LADRÃO...”




Obs:. Sei que muitos de vocês vão dizer que eu sou uma sem moral, pq prego que sou Malufista e tals... Saibam que tenho uma enorme simpatia pelo Dr. Paulo Salim Maluf por tudo que ele fez quando foi eleito e pela figura lisa que ele se tornou. Maluf é uma caricatura, gente. É o ser humando mais cínico que já vimos e é justamente isso que eu admiro nele. A capacidade de aparecer na TV, mostrar a cara, sorrir e pedir voto.
É óbvio que ele faz parte do bando de safados, eu sei disso. Fiquem tranqüilos quanto ao meu voto, ok?! Hahahahaha!

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Não sou Amelie Poulain mas terei uma TORRE EIFFEL só pra mim!

Minha casa está OBRANDO em obras. A poeira rola solta por lá. Ainda bem que eu só chego à noite e não acompanho toda a saga do nosso pedreiro que atende pelo nome de Mineiro, que solta risadas estranhas e se parece com o Mazzaropi.

Estou super empolgada com a reforma. Empolgada pelo fim dela, é claro, e também pelo resultado. Uma pena que a gente tenha que passar pela parte da poeira, sujeira, paredes quebradas e etc... Uma pena, não, UM SACO!

Me dá siricotico só de imaginar aquelas pedrinhas cinzas encostando na sola do meu pé. Aaaaaaah, tenho vontade de berrar! Mas enfim, é um mal necessário.

Iremos escolher cores diferentes para as paredes (nada de branco ou gelo), vamos deixá-las lisa e quebrar a parte do fundo do quintal para ampliar aquele espaço para os churrascos vindouros.

Mas eu preciso contar aqui a minha maior empolgação. Além de ter uma PRATELEIRA - que venho pedindo há anooooooooooooos pro meu irmão – no quarto, vou poder ousar e descansar todas as noites aos pés do maior símbolo da capital francesa.

Caros amigos, EU VOU PINTAR A TORRE EIFFEL NO MEU QUARTO, AO LADO DA MINHA CAMA. Não é o máximo isso?!?!?!

Cara, o maior motivo pra eu querer que essa obra acabe logo é vinda da torre e isso, com certeza, será um dos últimos procedimentos da reforma. Creio que até o final deste ano terei a minha querida Eiffel ao meu lado, é só uma questão de tempo e de agilidade do Mineiro.

Já encontrei uma pessoa talentosa pra fazer a arte lá em casa. O nome dela é Renata, tem 21 anos e pinta comeupinto que é uma belezinha. Ainda não conheço a artista, mas tive indicação da minha querida estagiária que desentorta clips na firma gata e personal stylist Angel que cedeu seu quarto aos talentos de Renata e, depois disso, dorme com o Elvis Presley todas as noites.

Dêem um ligo na parede do quarto da Angel na foto ao lado. Lindo demais! E fiquei sabendo que a Renata pintou tudo isso a mão, tipo assim: “Oi Angel, você quer um Elvis na parede? Ah tá, beleza. Me dá um lápis que já era!”. A mina nem precisou da borracha, cara. Olha só a perfeição!

Eu estou ansiosa demais pro dia da Torre chegar. Jurooooo! Quando isso acontecer, vou colocar Edith Piaf de fundo cantando “Milord” enquanto pego na broxa vou colorindo minha Torre particular e sonhando com o dia em que tirarei aquela foto clichê com a linda Eiffel ao fundo... Ai, ai...!!!!



Quero um GATO pra chamar de meu!

Não sei o que me deu, mas de uns meses pra cá brotou em mim o desejo de ter um animalzinho de estimação. Todo mundo sabe que eu sou pra lá de chata com isso (e com outras coisas também, vai...) e que não é tarefa fácil me convencer a limpar merda de bicho espalhada pela casa. No entanto, o animal que desejo ter não é um cachorro que fica latindo, que te obedece quando você chama, que baba de alegria quando te vê e que te espera em frente à porta quando dá o horário de você chegar da rua. Não é. Também não é um peixe que fica no aquário nadando pra lá e pra cá, que não expressa nenhuma feição e só come três farelos de qualquer coisa por dia. Não é.

Eu queria mesmo era ter um GATO. Sim, um gatinho, gente. Gato é calmo, silencioso, bonito, sempre caga e mija na areiazinha, não precisa tomar banho com freqüência, não baba, não fica te pedindo carinho e atenção e não tá nem aí se você tá em casa ou no trabalho. Esse é o bicho ideal!

Tudo bem que ele pode soltar alguns pêlos, mas isso é o de menos. Eu não preciso passear com ele na rua e isso já ajuda muito. O gato só vem falar com você quando quer uma coisa e isso eu acho ótimo. Pelo menos não vai me encher com assuntos desnecessários. O gato só come e dorme, de vez em quando ele passa pra lá e pra cá, te olha meio sinistramente e tchau. Era tudo que eu queria!

Mas (sempre tem um “mas” na história) como divido a casa com meu irmão querido, ele não quer abrir espaço pro gatinho na casa. Uma pena. Eu tava bem empolgada com a ideia de ter meu primeiro bichinho de estimação. Sim, eu nunca tive um animalzinho, só um papagaio que mais berrava do que qualquer outra coisa, mas passarinho e papagaio não contam, né?!

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Meo, eu já disse aqui que ser mulher é um SACO? Já? Poxa, que pena... é que eu precisava dizer isso mais uma vez. Que droga!

Da série: Nunca assisti clássicos do cinema

Não sei se já disse aqui os filmes famosos e premiados pela gringa, muitos deles eu jamais assisti. É o caso, por exemplo, de “Uma Linda Mulher”, “Top Gun”, “A Lista de Schindler”, “O Poderoso Chefão” e por aí vai...

Meu namorado me dá a oportunidade de conhecer – mesmo que tardiamente – alguns desses sucessos de bilheteria na TV da casa dele mesmo. Com ele, assisti “Forrest Gump”, “Alien” e mais alguns outros títulos.
Neste final de semana, mais dois filmes ganharam um V de visto, são eles: “Um Sonho de Liberdade” e “Footlose”.
Ahahahaha, engraçado ver o Morgan Freeman novinho e o Kevin Bacon recém saído das fraldas. Gostei muito do primeiro, tem uma história bacana e um final feliz sem ser piegas. O segundo também é genial,mostra a década de 80 com suas modinhas e seus preconceitos. A trilha sonora é genial e a performance dos atores é bem bacana.

Ver a Sarah Jéssica Parker como coadjuvante e com o cabelo de palhoça acalenta qualquer coração. Hoje em dia ela é loira e brilha no “red carpet” graças ao seu personagem na série que virou filme “Sexy and the City”. Minha amiga Gabi piiiiiiiiiiiiiiira na Carrey (personagem de Parker na série), eu vou dar um toque pra ela ver as cenas em que a bonitona aparece em Footlose, aposto que irei acalentar o coração dela também. Sarah Jéssica Parker é a pura confirmação de que não existe mulher feia, existe mulher POBRE!

Bom, deixo aqui o melhor trecho do Footlose. Se liguem na performance do gato. Sensacional!


E lá se foi mais um final de semana...

No sábado fomos na Bienal do Livro: eu, Bruno, Gabi, Piffer e Bruna. E acho que essa foi a melhor parte da história.

Muito frio, muita gente, livros caros, filas pra pagar, carros e mais carros pra estacionar... argh! O que era pra ser um passeio se tornou um martírio.

Sem contar que ficamos com fome e paramos pra comer. FILA. Um lanchinho feito com queijo e peito de peru no tostex e um chocolate quente me custaram R$ 15,00. Tá jóia, né?!

Eu hein, quando quiser comprar, folhear ou saber das novidades da literatura, acho melhor ir até a Saraiva ou à Fnac. Menos stress e sem empurra-empurra.

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Viver ou juntar dinheiro?

por Max Gehringer

Há determinadas mensagens que, de tão interessantes, não precisam nem sequer de comentários. Como esta, que recebi certa vez. Abre aspas. Li em uma revista um artigo no qual jovens executivos davam receitas simples e práticas para qualquer um ficar rico. Aprendi, por exemplo, que se tivesse simplesmente deixado de tomar um cafezinho por dia, nos últimos quarenta anos, teria economizado 30 mil reais. Se tivesse deixado de comer uma pizza por mês, 12 mil reais. E assim por diante. Impressionado, peguei um papel e comecei a fazer contas. Para minha surpresa, descobri que hoje poderia estar milionário. Bastaria não ter feito muitas das viagens que fiz, não ter comprado algumas das roupas caras que comprei. Principalmente, não ter desperdiçado meu dinheiro em itens supérfluos e descartáveis. Ao concluir os cálculos, percebi que hoje poderia ter quase 500 mil reais na conta bancária. É claro que não tenho esse dinheiro. Mas, se tivesse, sabe o que esse dinheiro me permitiria fazer? Viajar, comprar roupas caras, me esbaldar em itens supérfluos e descartáveis, comer todas as pizzas que quisesse e tomar cafezinhos à vontade. Por isso, me sinto muito feliz em ser pobre. Gastei meu dinheiro com prazer e por prazer. E recomendo aos jovens e brilhantes executivos que façam a mesma coisa que fiz. Caso contrário, chegarão aos 61 anos com uma montanha de dinheiro, mas sem ter vivido a vida. Fecha aspas.

(Emprego de A a Z, Max Gehringer)

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

SEMPRE QUIS!

Olha, tenho que confessar que poucas coisas me fazem feliz nessa vida e uma delas é isso aqui do lado esquerdo: PASSE DO DESEMPREGADO!

Vocês sabem o que significa poder pegar metrô por 90 dias de maneira ilimitada sem pagar porra nenhuma nada?

Isso é amor, gente. Muito amor no coração!

domingo, 8 de agosto de 2010

Dia dos Pais

Hoje é Dia dos Pais. E para comemorar esta data suuuuper especial, selecionei alguns clássicos do meu Paizinho Lindo e resolvi divulgá-los pra geral.
Já adianto que o palavreado desse Português não é nada cordial e correto, portanto, quem não quiser ler as mais belas pérolas jamais ditas antes, faz favor de se retirar.

Feliz Dia dos Pais, Seu Toninho. Eu te amo demais!


1) Esse cara é mais feio que encoxar a mãe no tanque

2) Comer minha mãe todo mundo quer. Dar pro pai, diz que dói.

3) Foda-se.
(Usado em qualquer situação que ele julgue pertinente. Por exemplo, o cara liga a TV no instante em que noticiam que o São Paulo perdeu a Libertadores. Antes de mudar de canal, puto de raiva, ele lança essa frase. Entederam? Não? Foda-se!)

4) Esse é mentiroso de bola
(Fala pro jogador que só engana e não faz porra nenhuma. Tipo o Dagoberto)

5) Esse então é “meia cuié”
(Jogador "mais ou meninho")

6) O que se leva dessa vida é o que se come, o que se bebe e se diverte

7) Parece que és moco
(SURDO!)

8) Isso não é gordura e nem barriga. É calo sexual
(Falando de si mesmo, óbvio)

9) Hoje eu fiz saliência
(Já deu pra entender, né?!)

10) - E aí Pai, vai ter festa no salão?
- Vai, mas biscate não entra.
(Frase clássica quando ele é flagrado cutucando o nariz)

11) Cu que é bão ninguém quer dá!

12) Sabe quem é o Seu Cuca? Seu Cuca é eu
(falando rápido fica “seu cu qué eu”)

13) Parei de fumar!
(HAHAHAHAHAHA!)

14) Voltei a fumar!
(Aah, jura?)

15) Não vai fazer farta?
(Quando colocamos "pouca" comida no prato dele)

16) Quem tem medo de cagar não come

17) Quem não tem cu não faz contrato com pica

18) “Mas a danada da catraia pôs os cornos na patroa”
(Uma musiquinha da terrinha)

19) Pra quê serve filho?
(É dito toda vez que pedimos um favor)

20) Eu sou um cara emotivo. Eu tenho sentimentos.

21) Não sei pq eu fui inventar de fazer uma filha. Era melhor eu ter ficado na “portáti” mesmo.
(A portátil é a melhor!)

22) PÃTAQUEPARIU!

23) Êê, se orienta, hein?!

24) Devagar com o andor que o santo é de barro

25) Segura a zaga, Zé Mateus

26) Essa minha filha é o meu canário. Só come ovo!

27) Quando meu filho nasceu, eu comprei charuto pra festejar. Tsc, tsc, tsc... mal sabia eu.

28) Que mal que eu fiz pra Deus pra merecer isso?

29) Meu filho escreve, desenha e pinta. Minha filha bate um bolão.

30) SÃO PAULOOOOOOOOOOOO
(Dito sempre que ouve qualquer barulho de fogos na rua)

31) Êê Portuguesinha... pãtaquepariu.
(Ele já está se conformando com as derrotas da Lusinha, tadinho!)

32) Eu gosto daquela cantora MARAIA CAROL, sabe?
(Meu Pai curte Mariah Carey)

33) Filha, pelo amor de Deus, hein?! Ele te deu um anel, mas você não deu o anel de couro pra ele, né?!

34) Esse é paneleiro
(É BOIOLA!)

35) Segura suas cabra que o meu bode ta solto

36) Quando eu fico nervoso, eu fico cego e meu "célebro" atrofia, filha!
(Se o "célebro" atrofia, imaginem o cérebro, então?!)
37) E aí Zagueirão? Quando vai depilar essas pernas?
(Ele fala isso pra mim!)

38) Olha o tamanho da alpargata do rapai
(Falando das orelhas de alguém)

39) Cê ta de brincadeira, né?

40) É um filho de Maria mais eu

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Aaaaaaiiiiiiiiiiiiiiiiii!

A nossa torcida já tem tradição em ser chamada de “Bambi”pelos adversários e sempre tem um CU Zé que faz questã de honrar essa porra de apelido que nos deram.

Estamos entrando no Morumbi, ontem à noite. Um dos nossos amigos (que terá a identidade preservada pra manter o pouco de dignidade que resta) é parado antes de entrar para a tradicional revista policial. Apalpa daqui, apalpa de lá, em cima, em baixo e...

- O que é isso no seu bolso? É bombinha? Pode passar as bombinhas pra cá!

- Não, não é bombinha não, Seu Guarda. É a minha manteiga de cacau!

Maaaaaaaano!

Nããããoooo maaaaaaaaaaaaano!

Manteiga de cacau, nããããããooooooooooo, maaaaano!

Nem eu uso essa porra em dias frios. Não me fode!

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Modeloatrizcantoradançarina

Eu gostaria de saber por que algum dos indivíduos sempre querem ser – ou fazer – mais do que são – ou fazem. Vou explicar melhor: Acabo de ver a revista Contigo! (oi, sou fútil às vezes) e logo de cara, no início da revista, vejo uma nota contando a pequena participação da primeira dama francesa em um novo filme dirigido por Woody Allen. Carla Bruni, primeira dama francesa, modelo, cantora e agora atriz, levou horas e horas para filmar uma única cena em que ela aparece muda. A moça ouviu por 35 vezes a palavra “CORTA!” do diretor do filme enquanto gravava um take que mostrava a bela saindo da padaria com uma baguete na mão. Gente, a cena era sem diálogo e sem maiores desafios, cêis entenderam? É disso que eu to falando.
Não entendo por que nêgo gosta de se aventurar em algo que não tem talento nenhum. Seria como se falassem para eu pintar um quadro ou fazer um desenho. Não dá, gente. É isso, tem que aceitar.
Esse rótulo de modelo, atriz, dançarina e escritora não rola. Carla Perez já cantou, Ricardo Macchi já atuou, Felipe Melo jogou bola, Paulo Coelho escreveu livro (hahaha, essa foi boa), Irislene Stefanelli é repórter de TV e o Ricardo Gomes é técnico de futebol. Estes são alguns exemplos de que não deu certo se aventurar em outros caminhos, na minha modesta opinião.
Carla Perez é dançarina, Paulo Coelho é só um bruxo amigo do Raul Seixas, a Siri é só uma caipora ex BBB, o Ricardo Gomes foi jogador de futebol e o Felipe Melo e o Ricardo Macchi ainda não decidiram o que são de verdade e ponto final.
Enfim, minha sugestão pra esse pessoal é: que tal fazer uma única coisa e de maneira bem feita, hein? Acho que dá menos trabalho e mais satisfação. Não precisa cantar, dançar, desfilar, atuar e escrever. Ninguém nasce com tantos atributos assim, né?! Acalmem-se, crianças!

terça-feira, 3 de agosto de 2010

A PATA sou eu!

Gente, eu vou falar da ex-mulher do Pato que de PATA só tem o jeito de andar. Peraí, vamos ver se eu entendi a parada:
Os bonitinhos começaram a namorar e logo depois decidiram se casar. O matrimônio avaliado em R$ 1 milhão de reais durou apenas 9 meses e 13 dias por motivos que não vem ao caso (a moça diz que o marido se jogou na balada junto com o Ronaldinho Gaúcho, aquela lindeza de rapaz que deve pegar mil mulheres por noite por causa de sua beleza estonteante. Aham, e eu sou a BOZA!). [Enfim, é super normal que casamentos cheguem ao fim. Só não acho muito comum que este fim seja tão perto do início, mas vá lá... não vamos entrar em detalhes sobre a duração de um relacionamento por que isso cabe a cada um de nós].
A Xuxuzona abriu mão do seu trabalho pra viver com o marido na Itália. Deu tchau pra sua carreira de atriz e para o contrato com a Rede Globo. [Ok, vamos levar em conta que muitas mulheres abrem mão de suas carreiras para se dedicarem ao lar, aos filhos, a causas sociais e etc... Não era o caso da moça, mas melhor também não comentar sobre isso].
O cara deu um cala a boca cartão de crédito sem limites de débitos para a queridona se esbaldar em Milão, Paris e região com o intuito de distraí-la, afinal, o trabalho era muito importante pra menina que atua desde criança e o cartão de crédito seria uma “distração”, um “hobby” para os dias “vazios” da bonitinha.
Bom, foda-se, o lance é que o casamento subiu no telhado e a lindinha teve que voltar pro 3º mundo de peruca e roupas largas pq não queria falar sobre o assunto com a imprensa que estava babando atrás das novidades. E, como abriu mão de sua carreira por amor, foi até a Justiça exigir uma PENSÃO ALIMENTÍCIA de 20% em cima do valor do salário que seu ex-marido recebe.

Agora sim entram as questões que eu não consegui compreender:

- O casamento não durou 10 meses. A relação no total, não deve ter chegado há 3 anos. Então, por que caraleos essa mina quer receber PENSÃO sendo que eles casaram em regime de separação total de bens e não tiveram nenhum filho? Qualé que é a dela?

- A mina quer ter dinheiro, mas quem mandou abrir mão da carreira pra ir atrás de macho? Ainda mais de jogador de futebol! Ela deveria ter dado glória ao Pai por ter casado com um PATO e não com um CACHORRO por que senão o fim dela seria pior, seria até trágico, isso sim.

- Outra coisa, pra quê ela quer abocanhar 20% do salário do menino? O cara ganha cerca de R$ 8,9 milhões de reais e mocinha quer receber uns R$ 148 mil por mês. E chamar isso de PENSÃO ALIMENTÍCIA é uma falta de respeito com o trabalhador brasileiro. O que essa mulher come de tão caro para gastar esse valor com alimentos? Uma mansão com 10 quartos no café, um Iate no almoço e um Jatinho no jantar? O cara ofereceu uma ajuda de 5 mil por mês, mas como isso é só o valor do cafezinho, a queridona não aceitou.

- E pra fechar com chave de ouro, como ela tem capacidade de aparecer na Veja dizendo que sente saudade do seu trabalho?? É o cúmulo!

Essa menina é muito espertalhona pra idade dela. Na verdade, acho que a PATA de toda a história sou eu, né?! Sim, pq ela vai levar tudo que está pedindo do cara, mesmo com todas as circunstâncias contra que citei acima (separação de bens, 9 meses de casado, sem filhos e etc..).
É por essas e outras que às vezes eu tenho vergonha de ter o mesmo sexo que muitas dessas aproveitadoras. Isso é uma vergonha pra classe feminina. A menina é jovem, bonita, talentosa, com futuro promissor na carreira, tem condições de trabalhar e fica brigando na justiça com ex-marido pra receber dinheiro por um ano, assim, de graça. Pra quê? É ridículo! Por mais que sejam milhões e milhões, não precisa de nada disso, gente.
Vai viver a vida, vai sair, conhecer gente, VAI TRABALHAR.
Se tem uma coisa que me deixa passada é essa menina pedir pensão alimentícia pro ex-marido como se ela fosse uma pobre coitada. Eu tenho vergonha de ter o mesmo órgão que ela no meio das pernas. De verdade!