segunda-feira, 3 de maio de 2010

Divagando devagar

É tão necessário ter certos cuidados na vida. Não só na parte física, aquela que você tem que ir ao médico periodicamente, tomar remédios e fazer exames. Mas também certos cuidados ao pensar, agir e falar.
Atualmente eu vejo essas situações na minha vida. Vejo meu Pai se queixando de uma dor horrorosa nas costas, me vejo fazendo exames de rotina e buscando o pensamento positivo para evitar um exame dolorido que tenho medo. Também me vejo agindo com cuidado no meu trabalho, me esforçando pra tentar conseguir os resultados. E também me preocupo com as palavras que uso com as pessoas para não ofendê-las. E como tudo isso (pensar, agir e falar) fazem um baita efeito na nossa vida.
Nem sempre as coisas saem como esperamos, nem sempre recebemos as respostas que queremos ouvir, nem sempre sua fala é interpretada como você gostaria e nem sempre o seu trabalho agrada, mas assim a gente vai vivendo. Nesse ciclo louco, de altos e baixos, de aprendizados, tombos, alegrias e tristezas, vitórias e derrotas, ganhos e perdas. E como dói receber um NÃO, um diagnóstico triste, uma palavra dolorida. Como dói.
E por outro lado, como é bom ouvir o SIM, receber uma cura, uma palavra de desculpas. Como é bom!
E todo esse bololô faz a gente mudar, sei lá se pra melhor, mas mudamos. O pensamento se transforma, a atitude e a fala. Não dá pra ficar inerte perante a isso tudo.

3 comentários:

  1. Nossa, com vc está filosófica! rsrsrs


    O que tenho a dizer é que dói sim levar um NÃO. Mas com certeza levamos muito mais SIM do que NÃO a vida toda. E quando levamos um NÃO temos que pensar se não foi melhor. Já diz o ditado: há males que vem para o bem. E tem aquela outra frase importante e que se tornou um lema em determinado momento da minha vida: Deus fecha uma porta e abra duas janelas. Um NÃO pode ser a possibilidade de dois SIM.
    E SIM, muitas vezes ouvimos o que não queremos ouvir, assim como muitas vezes falamos o que as pessoas não querem ouvir. Infelizmente, não conseguimos passar pela vida sem magoar e sem sermos magoados. O importante é saber reconhecer, é ir atrás de perdoar ou ser perdoado. E tudo isso gera um montão de conflitos dentro de nós. É impossível ficar inerte. A vida é uma constante aprendizagem. E para finalizar, o título do novo filme de Woody Allen já diz: Tudo pode dar certo. E sempre dá.
    beijos

    ResponderExcluir
  2. Zé Guerra - Deus ajuda quem cedo madruga!Editar17:07
    Roberta Cardoso - é por isso que eu acredito na rapaziada!17:30
    Zé Guerra - Lealdade, Humildade e Procedimento - LHP Editar17:36
    Roberta Cardoso - Ow, sabia que comentários no blog são bem mais legais do que aqui? Tipo, eu prefiro... Rsss!!!18:06

    Zé Guerra - Tipo, o gmail fica o dia todo aberto e eu nem entro no blog...Aqui o barato é loco, o processo é lento e o advogado é nóia Editar18:11

    ResponderExcluir
  3. pensar, agir e falar.... deslocar!!

    ResponderExcluir

Senta o dedo aí!