domingo, 21 de março de 2010

DOMINGUEIRA!

Ai, como é bom dirigir!
Como é bom guiar pra você mesma, sem pressa, sem culpa, sem pedir. Como é bom!
Eu acordo até feliz às 8h da manhã para ir à manicure sabendo que eu não vou precisar atravessar o metrô Carrão e esperar o Jardim Imperador lá no terminal para estar depois de uns 7 minutos em casa. Como é bom.
O único trabalho é o de ir até o estacionamento (na rua de cima) para pegar o meu Possível. depois Nêgo, "chora, me liga", "nem me viu, já sumi na neblina"
Sou eu quem me levo na manicure e na depilação. Sou eu que escolho a trilha sonora e abro os vidros pra sentir a brisa nos meus cabelos. Como é bom!
Ontem eu dormi na casa do namorado e depois ele pegou a motoca dele, foi trabalhar e eu peguei meu carro e fui pra minha casa. Ele não precisou sair da sua rota só pra me deixar em casa. Como é bom!
À tarde, fui ao supermercado fazer compras pra casa. So-zi-nha! Munida de listinha e cartão Visa do meu irmão (sim, pq aqui em casa é assim: ele entra com o dinheiro e eu com o trabalho escravo). Uma belezinha! Parei o carro certinho na vaga, dei ré, primeira, subi a ladeirinha e pisei. Depois eu descarreguei as compras e fiz meu almocinho às 16h.
Depois de comer me deu um faniquito e fui dar um rolê pelo Tatuapé Querido. Decidi passar na casa da Toiça (minha amiga de infância) lá na antiga rua em que morei. Fui pra lá, sem avisar e sem saber se ela estaria ou não.
Cheguei e ela estava trancada no quarto. Quando eu abri a porta ela me olhou com uma cara de "Graças à Deus você chegou!", me abraçou e desembestou a chorar. Disse que queria muito me ver, conversar, que ia até me ligar. Eu me senti a melhor das criaturas por estar ali, no momento certo, na hora em que ela mais precisou. Conversamos , rimos, eu aconselhei, ela desabafou e foi ótimo.
Depois da missão cumprida, peguei meu carro e fui pra casa. Mas antes, fui tomada por um sentimento típico Portofelicense: quis dar uma volta na praça! Aí fui pela Romero, olhando tudo ao redor, a noite caindo...
E mais uma semana terminou e eu vos digo: Ai como é bom dirigir!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Senta o dedo aí!