quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Super Fanfarrão


E continua...

- Oi Pai, você pode vir me buscar aqui na Cantagalo? Estou em frente a M.Martan.
- Tá bom, filha, to indo aí.


Minutos depois chega meu Pai, piscando os faróis do carro, mandando beijos e fazendo gestos do tipo “me liga” pra mim de dentro do carro. Abri a porta, entrei e ele me solta:

- E aí gatinha, tem um telefone pra dar?
Eu, entrando no clima da brincadeira dou uma bela de uma resposta achando que arrasei:
- Ah gato, mas se eu te der o telefone eu fico sem!
E o Sr. Toninho não deixa barato:
- Ah, tudo bem então, pode dar sem o telefone mesmo!

Posso com isso?
Meu Pai é mesmo um fanfarrão!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Senta o dedo aí!