quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Hoje é um novo dia de um novo tempo que começou...

Meu 27 anos chegaram.
Caracas. Impressionante como o tempo passa rápido!
Parece que foi ontem que eu fiz oito anos e tive um bolo da Moranguinho. Em cima do bolo, tinha a casinha dela e em cima da casinha da Moranguinho, tinha uma cereja. Ooownn!!
Depois eu fiz nove e tive um bolo em formato de leque (???) e fiz a linha perua. Troquei de roupa umas trezentas vezes nessa festa e dancei muita lambada do grupo Kaoma.
Depois, lá pelos 13 ou 14 anos, não lembro bem, ganhei uma "festinha" surpresa do pessoal da rua e fiquei puta. A Mari que organizou tudo e eu não achei nada legal. Como vocês podem perceber, nesta idade eu já dava sinais que seria um cu de menina.
Depois eu fiz 15 na choperia que meu pai tinha na época (bem que ele podia ter uma choperia agora que eu bebo que nem hómi, né?!). Paguei lanche pra todo mundo e a galere saiu de lá trançando as pernas. Porto Feliz inteiro dormiu na minha casa.
Depois vieram os aniversários sem muito alvoroço. Lembro que meus 18 ou 19 anos (aquarianos tem amnésia, gente) eu passei a meia-noite do dia 26 pro dia 27 na praça da Igreja Matriz de Porto Feliz com a minha prima Amanda, Bolão e Bruna (acho).
Aí, em 2006, fiz 23 anos. Rolou um bolinho em casa e meus amigos fizeram uma singela vaquinha e, de repente, os Trovadores Urbanos estavam lá, na porta de casa me fazendo serenata. Eu tomei um susto da porra, não entendi nada, mas depois achei tudo quando eles cantaram "Você é linda, mais que demais" pra mim. Foi beeeem legal!!! Hehehehe!!!
Ano passado também foi especial. Fui acordada antes das 7h da manhã com o meu pai, meu irmão e a Mazé no quarto, com um bolo cheio de velinhas e cantando parabéns pra mim. Foi demais. As três pessoas mais importantes da minha vida estavam lá, me agradando.
Esse ano as coisas estão bem calmas, até então. Ninguém me ligou meia-noite em ponto como costumava fazer as meninas de Porto Feliz. Graças a Deus pq exatamente nessa hora eu desliguei meu celular depois de chorar por uns sete minutos antes de dormir.
Minha cabeça fervilhava: nova idade, sonhos, profissão, saudade, desejos, dinheiro e etc... Resolvi agradecer por poder comemorar mais um ano de idade, pq na verdade, isso é o que mais importa.

Hoje, a Mazé veio até em casa só pra me dar parabéns. Eram 6h20 da manhã. Ela me abraçou, chorou e disse que me amava muito. Me trouxe Toddynho, bisnaguinha e um rocambole de framboesa pra comer no café da manhã.
O Coco pulou em cima de mim na cama e me encheu de beijos. Meu pai veio em seguida, me deu parabéns e perguntou onde eu ia com a roupa tão agarrada.
Daqui a pouco estou seguindo para o trabalho. Vou pegar uma carona pq me recuso a andar de busão hoje. Porra, eu nasci hoje! E não nasci pra segurar no ferro.
A noite vou encontrar alguns amigos em um barzinho, vou beber, tirar fotos, dar umas risadas e ganhar muitos beijos do meu namorado.
Mas eu não posso esconder que eu sinto falta de um "Feliz Aniversário" especial. Aquele que eu não ouço há nove anos. Que falta que me faz!
Mas nem por isso eu vou desanimar pq eu sei que Ela não ficaria gostaria de me ver triste, ainda mais hoje. Então ó, bora aproveitar meu Novo Ano que começa agora pq "hoje a festa é sua, hoje a festa é nossa, é de quem quiser, quem vier!"

2 comentários:

  1. Yrmã, tenho uma ótima lembrança do seu aniversário do ano passado quando terminamos a noite no palco do barzinho imitando a Maisa.
    "...de bar em bar..."

    ResponderExcluir
  2. roberta nina galisteu
    foi uma pena nao poder ir à sua festinha mas espero que tenha sido muito boa.
    felicidades e tudo de muito bom

    aquarianaaaaaaaaaaaaaaassssssssssssss

    ResponderExcluir

Senta o dedo aí!