quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Boiando!

Eu não sabia que nadar envolvia tanta coisa. Além de bater braço, perna e prender a respiração, existe um universo muito maior por trás disso. Vou contar...

Depois de duas aulas, me sinto apta para relatar minhas impressões e as minhas cagadas, é claro, pq não?!
Bom, logo na primeira aula (quinta passada) eu cheguei atrasada por conta da chuva e do transito (sou pedestre, pessoal!). Aí que eu me liguei que não tinha os óculos de natação, tive que comprar. 45 conto!
Fui pro vestiário me arrumar. E cadê a chave o cadeado pra fechar o armário? Você tinha? Eu também não. E nem sabia que tinha que pagar pra ter isso. Lá se foi mais dez conto.
Aí se troca, põe aquela touca bonita, o maio, o roupão, as chinelas e vai pra pista piscina. Chegando lá, se apresenta, pergunta se a piscina é funda, se pode nadar de lente, fala que não sabe nadar e pede pra psora ajustar seu óculos novinho de natação. Aí ele mostra como se faz:

- Olha, você puxa de um lado, tira de dentro do fecho, ajusta e pronto. Agora faz você do outro lado.
- Errr... puxo de um lado, tiro de dentro do fecho e... quebrou! Nossa, quebrei o óculos que acabei de comprar! Eu sou uma negação!
- Não, vai lá e pede pra trocar. Você acabou de comprar, não foi? É erro do fabricante!
- Errr... pedir pra trocar? Vou lá na lojinha assim, de roupão, touca amarela e chinela?
- SIM!


Tá bom, né?! Lá fui eu armar o maior barraco pedir pra trocar a mercadoria na lojinha da Fernanda. Deu tudo certo, não precisei usar a força bruta e nem nada.
Volta pra piscina e cai na água pra começar a palhaçada. Até que não foi nenhum bicho de sete cabeças, fiz umas bolhinhas pelo nariz, bati os pezinhos de lá pra cá, daqui pra lá e blábláblá. Ele foi me explicando as técnicas usadas por Cesar Cielo e etc... (brincadeira, gente!).
Bom, o cara disse que eu sei nadar (óóóó). Disse que “qualquer pessoa que consegue deslizar e se mover sob a água sabe nadar”. Aaaah, pq não me disseram isso antes de eu pegar uma mensalidade de 140 conto, né?!
Enfim, acabou a aula e fui pro vestiário tomar banho com as outras mulheres peladas. Ai que alergia!
Fui munida de sabonete, shampoo, condicionador e, quando chego na ducha, me deparo com refis lotados de sabonete liquido, shampoos e condicionadores, pra galere usar a vonts. E por um acaso eu sabia disso? Óbvio que não. Decidi usar minhas tralhas mesmo.
Tomei meu banho, me troquei, fechei o meu armário com o cadeado e fui embora.
Até aí, tudo bem pra um primeiro dia. Sobrevivi e só causei um pouquinho.

Ontem foi meu segundo dia. Na segunda-feira a noite, arrumei toda a minha malinha e, já com as manhas da parada, me preparei melhor. Desisti do roupão. É muito quente e pesa na mochila. Também levei meu tênis pra não precisar ir embora de chinelas. Também sai toda trocada do trabalho pra evitar a fadiga e o atraso. Pus a lente, a roupinha de rata de academia com o maio por baixo, cabelinho preso e lá fui eu pro Tatuapé Querido.
Tá tudo perfeito até então, né?! Pois bem, durante a tarde no trabalho, fui ao banco sacar dinheiro e me liguei que não tinha trazido meias pra usar com o tênis. Lá fui eu na Marisa, às 16h, comprar UM par de meias. Faz parte, né?!
Bom, voltando.... Cheguei na academia, decidi que queria comprar um shortinho de puta spinnig pra usar com o maio. Abandonei o roupão, mas preciso me vestir com alguma coisa para ir do vestiário até a piscina. Beleza. Gastei mais 37 conto na lojinha da Fernanda.
Cheguei com uma meia hora de antecedência. Fui me preparar e guardar minhas coisas no armário do vestiário. Saquei a chave e.... ué, cadê o cadeado? Peraí, eu comprei a chave com o cadeado ou aqui é tudo padrão (ou seja, as chaves são iguais pra todo mundo)? Saquei um cadeado que tava lá dando sopa e tentei abrir com a minha chave. Lógico que não abriu. Ou seja, ou tranquei o armário que eu usei na semana passada e larguei o cadeado lá, cassete! Oh bixa burra!

Lá fui eu na lojinha da Fernanda:
- Fe, preciso de mais um cadeado.
- Ué, o que aconteceu?
- Ah, eu tranquei o armário e larguei o cadeado lá. Agora eu to só com a chave.
- Nossa! Já vi casos de perderem a chave, mas o cadeado é a primeira vez!
- É! (risos sem graça)
- Toma. Leva mais um, mas tenta ver com as faxineiras se elas acharam algo. Ou então volta no armário que você usou semana passada e veja se está ainda está lá.

Booooa Fernanda! Como eu não pensei nisso antes???
E não é que ele estava lá, trancadinho, só me esperando buscá-lo. Ufa! Devolve a parada. Menos 10 conto na lojinha da Fernanda.

Agora chega, vai nadar, fia. Vai na fé.
Toda pronta: pus aquela touca bonita, o maio, o shortinho, as chinelas e... Chinelas? Você trouxe as chinelas na mala? Claro que não! A besta esqueceu!
Ah gente, muita coisa pra minha cabeça! Ou trago o tênis ou eu trago a chinela, né?! Muita coisa pra eu pensar, tá louco!
Vai descalça, né fia? Se pegar uma frieira ou um olho de peixe, já sabe onde foi.
Agora chega. Dá suas braçadas e vai ser feliz.
45 minutos de aula, belezinha. Usei pranchinha, nadei cachorrinho, bati o pé como nunca e perdi o fôlego como sempre.

Aee, acabou. Vai tomar seu banho.
Decidi usar aquelas paradas free que a academia nos dá. Aqueles refis com shampoo, condicionador e sabonete liquido são duríssimos de apertar. De verdade. Numa mãozada que dei naquele botão, o shampoo entrou todo dentro do meu olho. E eu estava de lenteeeeeeeeeeee, meu povo! Jesus, estava prestes a perder a pupila, a retina e tudo mais que se pode imaginar. Joguei água, água, muita água. Aliviou, mas parecia que eu tinha catarata de tão vermelho que ele ficou. Na hora de tirar a lente, achei que a “menina dos olhos” iria vir junto. Fez até um barulho de “PLOC” na hora que desgrudou e ainda saiu umas bolhinhas de sabão (hehehe!)
Cacete, tudo aconteceu hoje. Impressionante, né?!
Essa mecânica de abrir e fechar o armário, pendurar a toalha, torcer o maio, me confunde muito. Mas eu vou pegar o jeito das coisas.

Esse é todo o universo que ronda um exercício físico. E as minhas cabacisses mostram que eu não manjo nada dessas paradas de acadimia! Mas eu quero me tornar uma garota fitness, sim senhor! Por isso já dou a letra: presentes de Natal podem ser roupinhas leves para pagar de gata no meio dos bombados, nadadores e ginastas que hoje fazem parte do meu dia-a-dia.

Obs:. Que tal estou? Quaaaaaaaaaaa....

3 comentários:

  1. uuhuhauhauauhauha
    Você já andou cagando na psicina??? hahaha
    Meooooo, Nina, o que é isso, você fica tirando foto de si mesma no vestiário da academia???? Amiga, não me envergonha!
    Ow, pela explicação descrita do seu professor, eu tb sei nadar!!!! uahuahuahuahauha
    Não sei nem fazer bolinhas...uahuahuahauh
    Que vergooooonha!!!
    beijos

    ResponderExcluir
  2. roberta nina galisteu

    mesmo com tudo isso acontecendo você tem que ficar é muito orgulhosa de você

    eu juro que estou!

    parabens gata gata gata
    because I love you!!

    bjs

    ResponderExcluir
  3. Aninha tb tá enfrentando as primeiras aulas de natação. Só que ela tá sofrendo é com a MINHA falta de noção pra todo o circuito: chega, tira roupão, põe touca, leva toalha.....

    ResponderExcluir

Senta o dedo aí!