quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Acabou 2009

Eu preciso escrever aqui sobre o ano de 2009. Preciso mesmo!
Foi um ano marcante pra mim e eu não tenho do que reclamar.
Logo de cara, comecei meio que engatada num romance com o meu atual namorado. Ou seja, passei a virada toda trabalhada na calcinha rosa e a parada deu certo. Depois de alguns anos (abafa o caso) eu arranjei um namoradinho lindo pra almoçar com a família num domingo de sol. SALDO POSITIVO!
Mudei de emprego. Me livrei das garras da Mulher de Verdade pra nunca mais voltar. Sim, pq se existe alguém que gosta de se foder na vida, esse alguém sou eu. Já tinha trabalhado na escraVISAR em 2006 mas, em um momento de loucura, pedi pra voltar. Voltei, aguentei tudo e mais um pouco que vocês nem podem imaginar por exatos um ano e um mês. Saí de férias (de uma semana apenas, em uma sexta-feira e a vaca bonita não queria me dar os 30 dias corridos) e quando retornei foi pra dizer: BEIJOTCHAU! Ou seja, em apenas uma semana eu arranjei outro trampo (sou muito foda!) e vazei. Troquei 6 por meia-dúzia, assumo, mas era necessário. E o melhor ainda estava por vir... SALDO POSITIVO!
"Estava a Roberta em seu lugar, veio o Chef lhe bulinar..." Calma, gente! O cara tem fama de namorador mas o lance comigo é extremamente profissional. Então, fiquei apenas um mês no novo emprego e fui contratada pelo antigo cliente que atendia na escraVISAR. Eu fiquei prá lá de feliz, era lá que eu queria estar e eu consegui!
Não precisei nem pedir, ele me quis lá, fazendo parte da equipe dele. Eu não sei nem descrever a satisfação que eu sinto em trabalhar para as empresas do grupo e para o próprio Chef.
SALDO POSITIVO!
Além disso tudo, coisas boas aconteceram: fiz um blog, fiz novas amizades, aprendi a controlar meus momentos de raiva e impaciência, ganhei uma BOADRASTA, juntei uma boa grana, aprendi a mexer no Twitter, no Facebook e no Tumbrl, não tive problemas de saúde, me matriculei na natação e não perdi nenhum ente querido.
Eu só tenho a agradecer pelo ano que passou. Meu desejo agora é que 2010 seja tão bom quanto - OU MAIS - do que foi 2009.
Tô confiante e esperançosa. Novidades virão!

Mazé, a defensora das mariposas!

E aí que eu escrevi aqui - dois posts abaixo desse - que odeio os bichos que voam, tipo POMBA, BORBOLETA E MARIPOSA, né?! Pois bem, na segunda-feira, uma mariposa preta (do tamanho de uma pomba) se alojou aqui em casa, dentro da cozinha. Eu chorei de medo e encarreguei meu irmão de matá-la. Depois de muita toalhada, RAID e canecadas de água na cabeça (sim, meu irmão matou a mariposa com água), aquela coisa asquerosa móóórreu.
Aí, a Mazé veio hoje aqui em casa e eu logo tratei de contar pra ela o fato. Mostrei a mariposa morta (sim, ela estava até hoje no cantinho do quintal pq nem eu, nem o Rodrigo tivemos coragem de tirá-la de lá) e eis que escuto a seguinte exclamação da minha véia:

- Eu não acredito que vocês mataram a bichinha!! Ôôô meu Deus! Ela tava aqui desde cedo, embaixo da tábua de passar roupa. Depois ela entrou dentro da cozinha e até a hora de ir embora, eu não a achei, por isso que ela tava aqui dentro quando você chegou. Mas não precisavam matá-la, ela só queria fazer uma visita pra vocês, tinha um próposito pra ela estar aqui desde cedo. Era uma visita especial!

Porra Mazé, mariposa preta e gigante me visitando? E pq você não me avisou que ela tava aqui dentro de casa antes de eu ter chorado de nervo?
E agora? E se o diacho da mariposa era um espírito de luz? Agora já era. O Rodrigo matou na toalhada, no RAID e com muita água!

E ao varrer os restos mortais da nojentinha pobrezinha, a Mazé ainda me solta uma, digna de virar pérola :

- Olha como ela é grande e preta! Virge Minha Nossa Senhora, se fosse nos Estados Unidos, essa bichinha ia valer muito dinheiro por causa dessa espécie.

Morri!

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Nina e a felicidade - por Gabi

Presente de Natal que ganhei da Gabi, amiga DIGNA.


Eu quero deixar claro que odeio tudo quanto é bicho que voa, especialmente POMBA, BORBOLETA E MARIPOSA.
Tinha uma merda dessa hoje na cozinha e eu chorei (chorei de chorar mesmo, de sair lágrimas dos olhos) de nervo, nojo e desespero!
Olha, eu posso matar sapo, rato e barata (desde que não seja voadora) mas com POMBA, BORBOLETA E MARIPOSA eu cago no pau!


Chororôs de Natal

Esse ano o Natal foi na casa do meu Paizinho Lindo e da Boadrasta. Nós (eu, Rodrigo e Bruno) e os filhos e genro da Noêmia nos reunimos no dia 24 de Dezembro para enchermos a pança de comidinhas natalinas celebrarmos o nascimento de Jesus Cristo. 
Papo vai, papo vem, risadas pra lá e pra cá, amigo secreto e... muito choro! Meu Pai e a Noêmia pareciam dois adolescentes que tinham acabado de descobrir o amor e caíram nas lágrimas. Um não conseguia expressar o que sentia pelo outro que a boca já começava a tremer, os olhos marejavam e a voz não saia. 
Sabe, foi muito legal presenciar esse momento. Eu pude ver o quanto eles estão felizes e fazendo um enorme bem um para o outro. Saí de lá saltitando de felicidade por ver meu Pai tão contente e tão amado. 
Esse foi o meu presente de Natal. Meu coracão dormiu tranquilo, em paz!

1 ano!

A nossa comemoração de 1 ano foi simples, deliciosa e especial. 
Só nós dois, trocando olhares e com uma trilha sonora romântica especial escolhida por ele mesmo.
Amei os presentes que ganhei e amei - mais ainda - beijá-lo sob a luz do abajour feito com folhas de bananeira!

A felicidade nem cabe em mim!

sábado, 26 de dezembro de 2009

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Carta para o Papai Noel – por Roberta Nina

Escrevi uma carta para o Papai Noel.
Quer dizer, escrevi a carta com os meus pedidos para que a Lele colocasse no blog dela. Essa é uma tradição que a mesma faz todos os anos na sua página: os amigos escrevem as cartinhas, e a Lele divulga.

Não sei se o Barba tem o hábito de ler os nossos pedidos pela internet, mas, em todo caso, minha carta está publicada no ENEAOTIL e aqui também (melhor reforçar...).

Ajuda eu aí, Coroa!

***

Papai Noel, velho batuta,

Por favor, não passe de um filho da puta neste final de ano e atenda os meus pedidos. Eles são simples e objetivos, te juro! Gostaria que as coisas na minha vida funcionassem assim, de maneira rápida e direta. Por isso, vou agir com o Senhor do mesmo modo que gostaria que agissem comigo.
Quero receber milagres materiais e pessoais. Será que rola uma ajudinha em algum aspecto?

Vamos aos pedidos. Primeiro os materiais:

1) Primordial: DINHEIRO
Se o Senhor me der de presente um aumento significativo, os outros pedidos vem facinho. Caso contrário, eu terei que suar o bigode e fazer muita economia para conseguí-los.

2) Um CARRO
Não precisa ser zero, não. Sendo conservado (e não muito rodado) já está de bom grado. Cansei de ser pedestre. Meus pés só querem ter o trabalho de acelerar e brecar. Só! Ah, apenas uma exigência: Fiat Uno, NUNCA!

3) VIAGEM
Quero muito conhecer a Europa esse ano. Quero sentir a neve, passear por várias cidades, provar o gostinho que cada país tem. Ah, e passar pelo Café “Les 2 Moulins”, em Paris e me sentir um tiquinho de Amelie Poulain.

Agora os pedidos pessoais, mas sem discorrer sobre, afinal, se eu preciso de paciência, é pq eu sou uma pessoa desprovida da mesma. Portanto, não preciso nem falar nada, né?!

1) Animo, esperança, paciência (óbvio), fôlego e paz.
Se couber nesse setor, eu queria ter menos dores de cabeça também. Sério.
Também quero aprender a nadar. Afinal, to pagando essa merda de natação e preciso de resultados.
Acho que é isso.
Ah, prosperidade? Cabe aqui também? Hehehe!

Avalie com carinho os meus pedidos. Fui uma boa menina esse ano. Acho que mereço certa atenção da sua parte.
Agora, se resolver me dar somente o dom da paciência, por favor, enfie-a no meio do seu cu.

Beijos carinhosos,
Nina.

12 meses de BOLHA!

Sem muitas delongas (sim, eu não gosto de entrar em detalhes pq o olho gordo rola solto): Hoje eu e o Bruno iremos comemorar nosso primeiro ano de namoro. Vamos nos ver, sair e trocar presentes.
Estou ansiosa e muito feliz. Mais alguns meses e ele quebrará o record da minha vida.

Quem “dizia”, hein?!
Pra quem achou que ninguém iria me suportar por tanto tempo assim, aqui está a prova.
Tem alguém que me amaaaaa, gente!!!! Que bonito isso!!!

E a melhor notícia DO MUNDO é: MEU MINO VAI PASSAR O REVEILLON COMIGO NO RIO DE JANEIRO!!!!
Eu nem me contenho de tanta felicidade!
Feliz 12 meses prá nós!

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

25 de Dezembro é dia de...

Dia 25 de Dezembro é, sem dúvida, uma data especial para muitas pessoas.
Dia do nascimento de Jesus Cristo, aquele que pregou a paz e deu sua vida para nos livrar de todos os pecados do mundo.
Além disso, as famílias se reúnem, trocam presentes e comemoram o Natal. Dia de união, de sorrisos e de alegria.

E não é só isso. Não mesmo. É aniversário de uma AMIGA mais que especial.
É claro que seria hipocrisia fazer tal comparação entre ela e Jesus Cristo, longe de mim! Mas posso afirmar que neste mesmo dia, um anjo foi enviado a Terra. Um anjo loiro de olhos azuis que atende pelo nome de Elaine.
Esse ser iluminado já me ajudou muito nessa vida, sabe? Desde os tempos de faculdade quando eu sofria por amor e era magrela, de aparelho nos dentes e só chorava. Já me ouviu muito e já me aconselhou o dobro.
Não nos vemos com tanta freqüência e eu, sequer fui a um aniversário dela, mas isso não faz nenhuma diferença na nossa relação.
Claro que ela tem seu lado difícil de lidar, mas entendo muito bem as crises que ela tem. A Elaine é capaz de dar sua própria vida pra ajudar qualquer outra pessoa e é aí que rola o lance da comparação com o cara lá de cima, sabe?
Um coração bom, uma alma grande, um ser humano que luta, espera e alcança. Ela é assim. Ás vezes se desespera com as injustiças da vida, como todos nós, esse é o defeito da pessoa correta e justa.

A minha Preta nasceu em um dia abençoado, porém muito “difícil” de comparecer em sua comemoração (eu também sofria quando estava na escola pq faço aniversário em janeiro e nunca cantaram parabéns pra mim na sala de aula).
Esse ano, provavelmente não irei participar (mais uma vez) da comemoração de seus 27 anos pq estarei com a minha família. Mas eu acho que ela entenderá.
Mesmo assim, eu queria deixar claro o quanto eu a amo, admiro, me orgulho e agradeço por fazer parte da vida dela. E que eu pudesse dar toda a felicidade desse mundo pra alguém, eu daria pra Elaine. De todo o meu coração.

Lan, que Jesus Cristo esteja sempre ao seu lado nessa caminhada chamada vida. E que eu possa estar sempre por perto (mesmo que seja virtualmente) pra te ver vencer e sorrir. Te amo muito e mais uma vez, obrigada por me dar sorrisos e enxugar minhas lágrimas ao longo desses anos. Seja lá como for!

Obs:. Recebi o e-mail abaixo desse anjo e, depois dele, muita coisa mudou na minha vida. A data é 27/01/2005 – meu aniversário há quatro anos atrás. Levo sempre comigo!

****

Nina

Quero te desejar hj, neste dia tão especial, que vc seja muito mais feliz do que vc já é. Só que infelizmente, vc não enxerga isso, a pessoa feliz que é!

Nunca pensei que pudesse ser útil para vc em algum momento. Mas acho que tudo que pude fazer para vc, em questão de conversa, de "ombro" amigo, eu fiz, e faria mais. Acho que Deus te colocou no meu caminho!!!

Pois, mesmo que muitas vezes vc se sinta a pior pessoa do mundo, quero que saiba que te admiro D E M A I S , pela sua força, coragem e sua luta diária.

Por isso, nada no mundo pode te atingir, pois pra mim, uma pessoa que tem a força que tem, que sobrevive após tantas coisas que aconteceram... se torna INATINGÍVEL.

E vc é assim pra mim, mesmo sendo tão pequenininha, magrinha, e com carinha de anjo. Ninguém sabe que aí dentro, tem uma mulher que mata um leão por dia.

Roberta, por isso te digo: nunca ninguém pode te atingir, acredite nisso, ainda mais que vc tem um Puta anjo no céu que ilumina seus passos todos os dias, e que de noite, abençõa seus sonhos. SUA MÃE!!!

Espero que a partir de hj vc entenda que só tem o direito de ser feliz, SEMPRE.

Que tristeza pra vc naum pode existir.... naum esquece!!!!!!!!!

Tô aqui, sempre, pois pra mim vc vai sempre ser alguém pra amar e admirar...

Bjus,
Lan
















Fala gente, é ou não um anjo? Olha a carinha dela...!!!

FELIZ CONQUISTAS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Aqui vai meu cartão de Natal pros leitores do meu blog (Tricolores e Anti-São Paulinos).
Desejo que 2010 seja um ano repleto de vitórias e conquistas para todos nós!



domingo, 20 de dezembro de 2009

Então...


E 2009, hein? Quando acaba?
Falta muito pra 2010 chegar? Mas que chegue, chegando. Com novidades, boas notícias, ajustes e metas realizadas.
A calcinha rosa ano passado deu certo. Esse ano é a vez da amarela. A peça já foi devidamente comprada e está na gaveta só esperando o grande dia. 
De tudo, só lamento uma coisa: passar a virada longe do meu amor. Ô coisa ruim, um aperto no peito, vontade gigante de dar o primeiro beijo de 2010 nele. Mas, fazer o quê? Alguém tem que garantir o whisky das "quiança"!
E outra coisa, eu nunca trabalhei em dias depois do Natal. Sempre viajei lá pelo dia 26 e só voltei ao batente no ano seguinte. Mas esse ano, não. Trabalho até dia 30. Que bosta!
Sem contar que eu tô com uma puta preguiça de ir até o Rio de Janeiro pra curtir apenas quatro dias...
Ô Senhor, tira essa leseira de mim. 

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Contagiada por Amelie

Hoje, pela primeira vez em toda a minha vida, ajudei um ceguinho na rua.
Vi o moço parado, querendo atravessar a rua e ninguém o ajudava. Me aproximei e me ofereci para levá-lo até o metrô que estava a alguns metros dali.
E lá fui eu. Dei meu braço para ele e ajudei.

Me senti a Amelie Poulain! Por mais sem graça que seja, queria poder narrar cada passo pra ele assim como a minha preferida faz no filme.

***

"Boa noite meu jovem, permita-me conduzí-lo? Muito bem, vamos atravessar na faixa de pedestres. Ó, está vindo um carro azul metálico em alta velocidade, vamos aguardar o apressadinho passar e aí sim, podemos atravessar a rua Apucarana. Logo ali em frente está o Corpo de Bombeiros onde os mesmos estão jogando futebol - descamisados - na pequena quadra de cimento. Mais a frente tem um ponto de táxi e o telefone vermelho, pendurado, está tocando. Virando a direita. chegamos no metrô Carrão. Ao lado esquerdo está o bicicletário - que quase ninguém usa - mas tem uma mocinha lá dentro trabalhando e comendo um sanduíche. Mais alguns passos e vemos um casal apaixonado se beijando e do outro lado, estão dois amigos discutindo sobre a escola. Estamos nos aproximando da passarela. Você prefere ir até ela de rampa ou escada rolante? Ok, vou levá-lo até a escada mas tem uma moça na nossa frente nos impedindo de passar. Com licença, por favor, obrigada.. Pronto, chegamos na escada rolante. Tenha uma boa noite e uma viagem tranquila. Tchau!"


segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Três coisinhas para 2010

Mais um ano que acaba...
E a minha cabeça ferve!!!!

Eu espero muitas coisas de 2010, mas não quero tanto. Quer dizer, eu acho que meus desejos não são impossíveis, mas requer certo cuidado, muita dedicação e foco. 
Três coisinhas, apenas três. Todas materiais, assumo. Quer dizer, depende do ponto de vista. 
As três coisinhas eu tenho que pagar pra ter (ah, não diga, né?!), mas acho que uma delas não se trata de bem material. 

Eu estou bem de saúde, estou com a vida pessoal organizada e a profissional precisa de um ajuste. Também conto muito com esse ajuste para conseguir os meus três objetivos. 
Resumindo: quero realizar minhas metas ano que vem e, principalmente, quero ter PIQUE e FÔLEGO em 2010. Qual cor de roupa devo usar para conseguir essa meta?

OS CASAMENTOS DOS MEUS AMIGOS (AS) - 2009












sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Caixinha é o caraio!


O lixeiro passou aqui na rua fazendo o maior escarcéu. A verdade é que eles fazem o maior barulho e recolhem o lixo aos berros, sempre. Até aí, tudo bem, vai se fazer o quê, né?! É o jeitão deles...
Mas hoje, os queridos tocaram campainha por campainha, bateram de casa em casa atrás de CAIXINHA DE NATAL. Gente, na boa, eu condeno quem pede caixinha. Acho isso uma coisa tão feia, tão desnecessária, tão medíocre... me falta até adjetivos.
A famosa Caixinha de Natal está presente em TODOS os estabelecimentos que vamos. Eles lacram uma caixa de sapato, forram com um papel de presente, deixam uma mensagem de "Feliz Natal e Próspero Ano Novo" (com o intuito de te sensibilizar) e fazem um corte na parte de cima da caixa para que você deposite sua quantia. Além dos estabelecimentos, a maioria dos trabalhadores nesta época do ano também pedem seu agradinho.

Na padaria que eu fui hoje tinha uma caixinha de Natal. No prédio que eu trabalho, os funcionários estão passando uma lista de sala em sala para recolher quantias dos condôminos (ouvi dizer que eles embolsam mais de R$ 1.000 e dividem entre seis. Tem ricaço lá no prédio que faz cheque de R$ 400,00 pra ajudar a caixinha). Até no ônibus tem isso. Hoje entrou um tiozinho lá pra vender sorvete e lançou:

- Pessoal, também estou aceitando caixinha de Natal.

O picolé custava R$ 1,00 e um cara pagou com uma nota de R$ 2,00. Ao invés de dar o troco, ele perguntou pro moço se o outro R$ 1,00 era de caixinha. O tonto prestativo rapaz disse que poderia ser da caixinha, sim. Vê se pode!
Vocês acham isso justo? Vocês dão caixinha pra alguém? Você chega com uma caixa de sapato nas mãos e pede pro seu patrão te bonificar com uma quantia em dinheiro só por que o ano tá acabando? 
Pq eu tenho que dar caixinha pro lixeiro, pro padeiro ou pro tio que vende picolágua no busão?
Ué, mas esse não é o trabalho deles? Os caras não são pagos por isso? Ele tá fazendo um favor pra mim, onde? 
Me ajudem a entender a lógica absurda que existe nessa porra de caixinha de Natal pq até agora eu não saquei qualé.
Se eu chegar pro meu Chef e pedir Caixinha de Natal, ele vai me chamar de safada pra baixo e vai me mandar pra puta que o pariu, minha gente. Tenha dó!

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

É Palhaçada!

Hoje é o Dia do Palhaço. E o Quico, né?!
Nunca gostei de palhaços (tirando os moços imbecis que a gente pega na vida, oks!), sempre achei estranho, feio, tinha medo e o melhor de tudo: achava sem graça.
Mas lembro que teve uma época da infância que eu cheguei a curtir um Atchim & Espirro. Verdade. Gostava de ouvir: “Dá dá dá, que bonitinho, King Kong com o seu King Konguinho...”, mas só.
Fui poucas vezes ao circo e achava aquelas maquiagens que eles usavam no rosto o erro. E a Vovó Mafalda? Com aquele nariz de morango? Bizaaaaaaaarro demais! E o Bozo? Com aquele cabelo vermelho espetado (ok, tb confesso que gostava de Bozo, tinha até o disco). Mas o que eu quero dizer é que palhaço perto de mim, não rola. N-ã-o r-o-l-a m-e-s-m-o, até hoje. Não gosto, não acho bonito e fico com vergonha alheia.

Mas é só parar pra pensar: imagina você, mãe, que vai promover uma festinha de aniversário pro seu filho e contrata alguns palhaços. Meu, não é legal! Palhaço assusta. Palhaço é todo pintado de vermelho. Palhaço é careca ou usa uma peruca medonha. Palhaço só faz palhaçada. Palhaço fala alto e é o centro das atenções.
Ah não... não é legal!

Bom, acho o dia de hoje uma palhaçada. Não quero saber de Arrelia, nem de Pimentinha e muito menos do palhaço Gonzo. Eu só quero deixar claro que eu não gosto de palhaços e que a cena ao lado causou muitos transtornos na minha vida.
Eu lembro até hoje desse dia. Eu estava no Jardim da Infância quando surgiu esse Palhaço aí pra foder meu dia.
Eu fui obrigada a tirar essa foto com o Palhaço em questão. Eu chorava muito e me CARREGARAM no colo, forçada a ir até essa parede forrada com esse pano brega pra tirar um retrato ao lado dessa aberração.
Eu não queria estar lá, vocês podem isso ver na minha cara. Queria menos ainda dar a mãozinha pra esse Palhaço, vocês podem perceber isso na minha mãozinha aberta, quase que com medo de relar nele. Mas aí que eu não pude fazer nada. Apenas me curvar ao máximo com o intuito de encostar apenas no corpo da minha mãe e fazer esse famoso bico que me acompanha até hoje.

Então, pra vocês, Palhaços de plantão, dedico o meu trauma!

Obs:. Não me taxem de preconceituosa. Não tenho nada contra queles que ganham a vida fazendo palhaçadas, mas o que eu quero deixar claro é que perto de mim, não rola!

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

E FIM!

E aí que acabou o Campeonato Brasileiro de 2009.
Graças a Deus, né?! Pq eu me descobri uma pessoa doente por futebol como nunca fui na vida. Acho que o meu Tricolor me deixou assim. Todo ano levantando taça me deixou fanática por títulos e vitórias.
Esse ano passou batido (mas foi por pouco hein, Seca Lourenços de plantão?!), não papamos nada, mas também não fizemos feio. E péra lá, a torcida está em paz com o clube, né?! Que isso, gente, não podemos reclamar de jejum, de falta de garra, de NADA! Então, se eu sofro o ano inteiro, pq não sofrer na última rodada, ao vivo, no Morumba, vestindo o manto mesmo sem valer nada? Lá fomos nós...
O que vimos?
30 mil Tricolores felizes, uma chuva de gols, aplausos, Independente, Falange, crianças, gritos de torcida e jogadores cumprindo sua obrigação: GOLEAR o Sport.
Tudo maravilhoso, com ótimas companhias e muita alegria.
Os jogadores foram ovacionados por nós. Todos eles tiveram seus nomes gritados e o reconhecimento da torcida que fez questão de demonstrar toda a satisfação com a campanha de 2009. Alguns deles, tiveram atenção especial: Rogério Ceni, Miranda, Jean, Jorge Wagner, Arouca, Dagoberto e Washington (“eu quero gol, eu quero gol, eu quero gol” – grito que a torcida emendava após citar o nome do artilheiro do Tricolor).

A partida acabou e os jogadores ficaram em campo, aplaudindo e agradecendo o nosso apoio ao time. Ricardo Gomes comandou essa exibição e foi reconhecido por nós com devido mérito.
O Fla quebrou um jejum de 17 anos e foi Campeão. O Inter terminou em segundo lugar, São Paulo em terceiro e o Cruzeiro em quarto. Estamos na Libertadores do ano que vem (como sempre, isso é fato!).
E o CUrintia? Terminou em décimo.
E a Porcada? O time que mais tempo foi líder, que mais investiu em contratações, terminou em quinto. Levou de 2X0 do Botafogo e está fora do Torneio das Américas. O maior vexame do Campeonato

E a noite se encerrou no Morumbi com aplausos para o elenco e saudações ao Mestre:  
Ééééé Muricyyyyyyyyyy!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Dia do Coquinho Lindo!

Hoje é aniversário de um dos homens da minha vida.
Daquele que eu sinto profundo amor, respeito e admiração.
Do meu mano, do meu parceirinho, do meu amigo, do meu confidente, do meu metade pai, metade mãe.
(parei)
Eu já estou chorosa, minha voz embarga e um nó se instala aqui na garganta. Não sei pq eu fico assim toda vez que eu falo do Rodrigo, não sei mesmo. Deve ser coisa que vem lá de trás, de vidas passadas, sabe? É um elo muito forte. Difícil de explicar e de descrever.
(voltei)
Se eu pudesse dedicar uma palavra pra essa nova fase que inicia na vida do meu irmão, essa palavra seria REALIZAÇÃO. Tudo que eu mais quero (e desejo) é que ele possa realizar todos os planos que tem em mente. Que tudo saia da maneira que ele deseja, da maneira que ele espera e sonha. Que Deus dê muita força de vontade, muita fé e muita sabedoria para que ele possa trilhar seu caminho de maneira tranqüila, superando cada obstáculo, dia-a-dia.
E eu quero estar sempre por perto pra ajudar, pra conversar, pra apoiar, encorajar e pedir paciência.

Parabéns Irmão. Apesar de ser reclamona, dorminhoca e de pedir carona sempre que possível, eu te amo muito e agradeço a Deus todos os dias por ter você em minha vida!

Ainda vamos apavorar juntos, em muitas viagens, muitas idas ao Morumbi, muitas compras no supermercado e na feira e em muitos roles pela vida. Tá ligado, lado a lado, nóis!

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Boiando!

Eu não sabia que nadar envolvia tanta coisa. Além de bater braço, perna e prender a respiração, existe um universo muito maior por trás disso. Vou contar...

Depois de duas aulas, me sinto apta para relatar minhas impressões e as minhas cagadas, é claro, pq não?!
Bom, logo na primeira aula (quinta passada) eu cheguei atrasada por conta da chuva e do transito (sou pedestre, pessoal!). Aí que eu me liguei que não tinha os óculos de natação, tive que comprar. 45 conto!
Fui pro vestiário me arrumar. E cadê a chave o cadeado pra fechar o armário? Você tinha? Eu também não. E nem sabia que tinha que pagar pra ter isso. Lá se foi mais dez conto.
Aí se troca, põe aquela touca bonita, o maio, o roupão, as chinelas e vai pra pista piscina. Chegando lá, se apresenta, pergunta se a piscina é funda, se pode nadar de lente, fala que não sabe nadar e pede pra psora ajustar seu óculos novinho de natação. Aí ele mostra como se faz:

- Olha, você puxa de um lado, tira de dentro do fecho, ajusta e pronto. Agora faz você do outro lado.
- Errr... puxo de um lado, tiro de dentro do fecho e... quebrou! Nossa, quebrei o óculos que acabei de comprar! Eu sou uma negação!
- Não, vai lá e pede pra trocar. Você acabou de comprar, não foi? É erro do fabricante!
- Errr... pedir pra trocar? Vou lá na lojinha assim, de roupão, touca amarela e chinela?
- SIM!


Tá bom, né?! Lá fui eu armar o maior barraco pedir pra trocar a mercadoria na lojinha da Fernanda. Deu tudo certo, não precisei usar a força bruta e nem nada.
Volta pra piscina e cai na água pra começar a palhaçada. Até que não foi nenhum bicho de sete cabeças, fiz umas bolhinhas pelo nariz, bati os pezinhos de lá pra cá, daqui pra lá e blábláblá. Ele foi me explicando as técnicas usadas por Cesar Cielo e etc... (brincadeira, gente!).
Bom, o cara disse que eu sei nadar (óóóó). Disse que “qualquer pessoa que consegue deslizar e se mover sob a água sabe nadar”. Aaaah, pq não me disseram isso antes de eu pegar uma mensalidade de 140 conto, né?!
Enfim, acabou a aula e fui pro vestiário tomar banho com as outras mulheres peladas. Ai que alergia!
Fui munida de sabonete, shampoo, condicionador e, quando chego na ducha, me deparo com refis lotados de sabonete liquido, shampoos e condicionadores, pra galere usar a vonts. E por um acaso eu sabia disso? Óbvio que não. Decidi usar minhas tralhas mesmo.
Tomei meu banho, me troquei, fechei o meu armário com o cadeado e fui embora.
Até aí, tudo bem pra um primeiro dia. Sobrevivi e só causei um pouquinho.

Ontem foi meu segundo dia. Na segunda-feira a noite, arrumei toda a minha malinha e, já com as manhas da parada, me preparei melhor. Desisti do roupão. É muito quente e pesa na mochila. Também levei meu tênis pra não precisar ir embora de chinelas. Também sai toda trocada do trabalho pra evitar a fadiga e o atraso. Pus a lente, a roupinha de rata de academia com o maio por baixo, cabelinho preso e lá fui eu pro Tatuapé Querido.
Tá tudo perfeito até então, né?! Pois bem, durante a tarde no trabalho, fui ao banco sacar dinheiro e me liguei que não tinha trazido meias pra usar com o tênis. Lá fui eu na Marisa, às 16h, comprar UM par de meias. Faz parte, né?!
Bom, voltando.... Cheguei na academia, decidi que queria comprar um shortinho de puta spinnig pra usar com o maio. Abandonei o roupão, mas preciso me vestir com alguma coisa para ir do vestiário até a piscina. Beleza. Gastei mais 37 conto na lojinha da Fernanda.
Cheguei com uma meia hora de antecedência. Fui me preparar e guardar minhas coisas no armário do vestiário. Saquei a chave e.... ué, cadê o cadeado? Peraí, eu comprei a chave com o cadeado ou aqui é tudo padrão (ou seja, as chaves são iguais pra todo mundo)? Saquei um cadeado que tava lá dando sopa e tentei abrir com a minha chave. Lógico que não abriu. Ou seja, ou tranquei o armário que eu usei na semana passada e larguei o cadeado lá, cassete! Oh bixa burra!

Lá fui eu na lojinha da Fernanda:
- Fe, preciso de mais um cadeado.
- Ué, o que aconteceu?
- Ah, eu tranquei o armário e larguei o cadeado lá. Agora eu to só com a chave.
- Nossa! Já vi casos de perderem a chave, mas o cadeado é a primeira vez!
- É! (risos sem graça)
- Toma. Leva mais um, mas tenta ver com as faxineiras se elas acharam algo. Ou então volta no armário que você usou semana passada e veja se está ainda está lá.

Booooa Fernanda! Como eu não pensei nisso antes???
E não é que ele estava lá, trancadinho, só me esperando buscá-lo. Ufa! Devolve a parada. Menos 10 conto na lojinha da Fernanda.

Agora chega, vai nadar, fia. Vai na fé.
Toda pronta: pus aquela touca bonita, o maio, o shortinho, as chinelas e... Chinelas? Você trouxe as chinelas na mala? Claro que não! A besta esqueceu!
Ah gente, muita coisa pra minha cabeça! Ou trago o tênis ou eu trago a chinela, né?! Muita coisa pra eu pensar, tá louco!
Vai descalça, né fia? Se pegar uma frieira ou um olho de peixe, já sabe onde foi.
Agora chega. Dá suas braçadas e vai ser feliz.
45 minutos de aula, belezinha. Usei pranchinha, nadei cachorrinho, bati o pé como nunca e perdi o fôlego como sempre.

Aee, acabou. Vai tomar seu banho.
Decidi usar aquelas paradas free que a academia nos dá. Aqueles refis com shampoo, condicionador e sabonete liquido são duríssimos de apertar. De verdade. Numa mãozada que dei naquele botão, o shampoo entrou todo dentro do meu olho. E eu estava de lenteeeeeeeeeeee, meu povo! Jesus, estava prestes a perder a pupila, a retina e tudo mais que se pode imaginar. Joguei água, água, muita água. Aliviou, mas parecia que eu tinha catarata de tão vermelho que ele ficou. Na hora de tirar a lente, achei que a “menina dos olhos” iria vir junto. Fez até um barulho de “PLOC” na hora que desgrudou e ainda saiu umas bolhinhas de sabão (hehehe!)
Cacete, tudo aconteceu hoje. Impressionante, né?!
Essa mecânica de abrir e fechar o armário, pendurar a toalha, torcer o maio, me confunde muito. Mas eu vou pegar o jeito das coisas.

Esse é todo o universo que ronda um exercício físico. E as minhas cabacisses mostram que eu não manjo nada dessas paradas de acadimia! Mas eu quero me tornar uma garota fitness, sim senhor! Por isso já dou a letra: presentes de Natal podem ser roupinhas leves para pagar de gata no meio dos bombados, nadadores e ginastas que hoje fazem parte do meu dia-a-dia.

Obs:. Que tal estou? Quaaaaaaaaaaa....

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

A parada é a seguinte: quero que Deus me livre desse fanatismo futebolístico pq eu não quero morrer de enfarte.
Jogador nenhum paga as minhas contas e muito menos os corneteiros e mordidos de plantão. Portanto, o meu desejo é que todos vocês tomem no meio do rabo!

Grata.

A Gerencia.