terça-feira, 13 de outubro de 2009

Paizinho Lindo!

Domingo foi dia de almoçar com o Papai. Fazia tempo que não via meu velho, aí fui até a casinha dele e passei um pouco da tarde por lá, com ele e com a Boadrasta.
O almoço estava uma delícia (como sempre). Foi tão gostoso sentar todo mundo na mesa e conversar. Falar, dar risada, desabafar, escutar. Deu a sensação de família mesmo.
Comemos o rango e a sobremesa. Brincamos com a Panda e deitamos no sofá. Assistimos Band Esporte Clube e vimos o jogo da seleção comendo pipoca. Depois, teve uma fornada de pão de queijo (sim, a minha Boadrasta não pára um segundo).
Uma tarde prá lá de gostosa!

Quase 19h fui embora. Aproveitei o restinho do domingo, fui ao cinema. Até aí tudo bem.
Na hora de dormir, me deu um aperto, uma saudade de ter meu Pai por perto. Me deu até vontade de dar uma choradinha, mas eu estava na casa do Bruno, ele ia achar estranho.

Hoje a sensação voltou. Fiquei lembrando com saudade da presença do meu Pai aqui em casa. De quando ele me levava e me buscava no metrô, de me levar ao shopping às 21hs, de me esperar pacientemente no dentista, de ir de loja em loja até eu achar uma roupa bacana. Dos conselhos sobre a poupança, a previdência e os gastos. De se queixar de algo, de contar uma história qualquer da maneira mais longa e cheia de detalhes que não tem a menor importância.
De ver ele se acabar de chorar nas músicas do Fábio Jr., do Rei ou então na vinheta das vitórias do Ayrton Senna (sim, meu Pai chora ao ouvir o "Tantantan, tantantan")


De assistir jogos do Tricolor ao lado dele pedindo para que ele páre de roer os cotocos do dedo. Saudades também de quando o nosso time fazia um GOL e ele gritava "IIII-HUUU" de maneira bem tosca. De falar: "Pai, se eu estourar pipoca você come comigo?". De ficar irritada ao ver ele chupar laranja fazendo um barulho absurdo. De ouvir as histórias antigas dos meus avós, tios e da minha mãe. De colocar meias nos pés dele.
Enfim, tanta coisa...

Eu sei que ele está bem e feliz. E isso conforta tudo.
Ele sempre está aqui quando preciso e continua falando "Bebê, eu te amo" em todas as ligações que eu faço. E eu também te amo muito, meu Paizinho Lindo. Sinto sua falta!

3 comentários:

  1. Conca, lê a matéria que eu fiz sobre o Aítu Senna, nesta semana!
    bj conquinha-linda!

    ResponderExcluir
  2. seu pai é lindoooo
    cuida bem dele mesmo de longe q ele sempre irá cuidar de vc
    saudades do meu muito muito muito

    bjs

    ResponderExcluir
  3. Oiê! lembra de mim? rs
    Achei seu blog e achei fofo, simplesmente a sua cara.
    Adorei.
    bjs

    ResponderExcluir

Senta o dedo aí!