quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Alguns anos depois...

Amanhã faço 10 meses de namoro. DEZ MINHA GENTE, DEZ!!!! Há 6 anos não conseguia um feito desse. SEIS MINHA GENTE, SEIS!!!!
Tá todo mundo pasmo, né? Aposto que sim. Até eu fiquei quando parei pra pensar.
A última vez que comemorei 10 meses de namoro, eu tinha 20 anos, estava no terceiro ano da faculdade e o ano era 2003.
Caracas, o tempo voou mesmo. E eu nem percebi.
E a maior loucura disso tudo não fica por conta do tempo, não, mas sim das mudanças. Como eu mudei, como meu gosto mudou (em certas partes), como eu cresci.
Sei que sou uma pessoa difícil, um pouco mandona, um pouco exigente, mas isso é pq vocês não têm a menoooooor idéia do CAPETA que eu era há uns bons anos atrás. O Capeta em forma de Guria, eu diria!
Era muito mimada, muito briguenta, muito chiclete, muito chatinha, muito chorona, muito nhenhenhém... AAARGHS!!!!!!!!!!!! [Péra só um minuto que eu vou ali gorfar].
Enfim, to mudada! Meu namorado pode acender uma vela e agradecer ao Pai do Céu por ter me conhecido seis anos mais tarde.
E eu fico me perguntando: Caracas, como eu consegui ficar solteira assim tanto tempo?

Bom, na verdade, eu namorei apenas três caras. O primeiro (conheci em 2002 na faculdade) namorei por um ano e três meses. Mas fiquei de putaria com o mesmo mais um ano e meio. E fiquei amando-o até algum tempo atrás (mas hoje eu estou curada, amém!).
O segundo namorado que eu tive durou muito pouco, uns seis meses. Ele era um amigão meu e acabamos namorando em 2006. E isso não dá certo, né?! Tanto é que não deu mesmo...
Depois disso, fiquei na esbórnia, “de bar em bar, de mesa em mesa, bebendo cachaça e tomando cerveja”. Meus finais de semana se resumiam em baladas, bares, festas, micaretas (Deus que me perdoe!), churrascos, esqueminhas, viagens e muito mais (nem tão mais assim, eu juro!). Foi bom, viu?! Não me arrependo. Lembro com saudade das histórias e das palhaçadas.
Neste percurso eu até que conheci uns carinhas bacanas, legais, cheios de boas intenções, mas eu quis alguns e eles não me quiseram e outros me queriam mas eu não quis. E assim a vida foi passando.
Mas chegou uma hora que deu, né?! Tava cansada dessa vida bandida. Nem saía muito de casa no ano passado, perdi a paciência de freqüentar baladas e barzinhos. Me cansei de ver aqueles caras, de ouvir aqueles xavecos toscos, me aturar gente bêbada, pelo amor...
Até que quando menos esperei, conheci o meu atual companheiro (aprendi que a gente não pode querer simplesmente um NAMORADO, a gente tem que pedir um COMPANHEIRO, né Prima?! Hehehehe). Conheci o moço enquanto trabalhava em um evento no restaurante. Era mês de agosto, mas a gente só foi sair para se pegar se conhecer em dezembro. Era dia 23, véspera de Natal. Só faltou ele vir embrulhado pra presente (hahahaha!).
Depois desse primeiro encontro o cara já estava de quatro, apaixonado por mim e querendo um replay (uhuhu! Ele vai ficar p*&%$; quando ler isso aqui). E o resto, deixa p/ lá...
O intuito desse post é só pra manifestar que estou um pouco menos encalhada e muito mais feliz!

5 comentários:

  1. E quem é que tinha a maior orelha do mundo pra te ouvir e, ainda por cima, nem te achava chata? hihihi...
    Constante evolução, amiga!

    ResponderExcluir
  2. roberta nina galisteu
    so tenho uma coisa alem de te dar parabens, cuide bem dele e nao seja chatinha q hj estamos em uma fase de ter q inventar o amor

    bj

    wal

    ResponderExcluir
  3. UM COMPANHEIRO SEMPRE, PRI!!! E AQUELA PORRA DAQUELA ÁRVORE SÓ AJUDOU VC...NUM DO TREI DIA PRA SECAR E MORRER!!!! JÁ TO ATÉ VENDO A CAPA DA VEJA: "ÁRVORE DOS DESEJOS SECA E MORRE MISTERIOSAMENTE" HEHEHEHE

    ADORO A SUA SINCERIDADE E CHUCRICE!!!! BJS, TE AMOS

    ResponderExcluir
  4. Óóóóó, o Tchubão!!!!Que meigo hem.rs.
    Depois fica me zuando que eu curto um colchão meooo.kk.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  5. Nossa... hoje resolvi ver seu blog.... e confesso q estou admiradaaaaaaaaaaaa

    Ual... quem fois q disse q só amamos 1 vez????

    sortch amigaaaaaa

    ResponderExcluir

Senta o dedo aí!