segunda-feira, 6 de julho de 2009

São tantas emoções....

Que final de semana repleto de emoções.
Amor, raiva, choro, riso.

PARTE 1
O bom é que tudo foi resolvido. E como foi bom resolver.
Como é bom poder tentar de novo. E como é melhor ainda FALAR! Expressar tudo aquilo que você sente, expressar sua opinião, se mostrar dentro de uma relação.
Eu não quero perder minha essência. Não quero deixar de ser quem eu sou. Eu quero poder falar aquilo que incomoda pq se não for assim, eu vou sofrer.
As palavras, se presas, doem na minha garganta. Aí chega uma hora que eu cuspo todas elas, da pior maneira possível junto com aquele choro dolorido. Dói a cabeça e o coração.
Eu só quero estar com ele. Só quero ser dele. Apesar das enormes diferenças, é dele que eu gosto. É com ele que eu gosto de sair, de passear, de andar de moto no frio.
E é com esse que eu vou! Ta decidido.

PARTE 2
E como é melhor ainda ter amigos. Sei que parece refrão da musiquinha do Criança Esperança, mas são eles que te acolhem nas piores horas. É fato!
Você pode estar distante, sem aquele contato todo, mas basta um ALÔ para eles pararem tudo pra te ouvir.
O sábado foi ótimo ao lado das minhas meninas. Churrasco, risadas, cervejinhas, risadas, arroz sem sal, risadas, batidas, risadas, videokê, risadas, truco na madrugada, risadas.
Sem palavras para cada uma que fizeram meu triste se tornar alegre!

PARTE 3
Família, família.
Como me faz bem estar em família. Com pai, irmãos, amigos. Comidinha pra lá de boa e uma tarde melhor ainda.
E quando meu pai e meu irmão me ajudam e me ouvem com a maior atenção, eu tenho a real noção de quanto eles são importantes. Pra sempre!

****

2 comentários:

  1. Ohhhhh sempre fiota.... é nóis em todos os momentos!!!

    ResponderExcluir
  2. ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh. quelindo que tudo se rsolveu \o/
    e flor, ter amigos é essencial. nessas horas sabemos o quanto somos amadas e o quanto podemos contar com as pessoas. e saiba que precisando, os braços estarão sempre aqui. te amo

    ResponderExcluir

Senta o dedo aí!