sexta-feira, 10 de julho de 2009

Mariana


Amizade, sorrisos, brincadeiras de criança, segredos, choros, amores, colégio, viagens.
O primeiro beijo, o primeiro emprego, o primeiro namorado.
As festas juninas, os paqueras, bicicleta, patins, futebol, passeios.
Desabafos, ajudas, brigas.
Os lanches, os encontros, as opiniões, o ombro.
As mensagens, as ligações.
É tanta coisa. Tanta história que começa lá atrás, com sete anos de idade.

Eu não sei definir o quanto a Mariana é especial pra mim. É aquela que presenciou todos os momentos mais importantes e marcantes da minha vida.

Era pra ela que eu escrevia cartas diariamente desabafando tudo. Não tinha segredos.
A gente cresceu juntas. Confidenciamos alegrias e dores.

Foi para ela que chorei um amor perdido. Foi com ela que tomei um porre homérico na festa de formatura da Juliana. Foi com ela que dirigi pela primeira vez, suando em bicas pela cidade.
Com ela que combinei de fazer esqueminhas com os garotos. Com ela que andava de braço dado na rua, cantando mil letras de músicas que adorávamos.

É a risada dela que eu imito sem parar. É pra ela que eu recomendo cuidado na hora de se aventurar por aí. É ela que me empresta aquele vestidinho preto básico que eu adoro e nunca cobra de volta (tá lá em casa, inclusive!).


É ela que conhece como falo, como me visto, como encaro as situações da vida.
Conhece minha família, meu amigos, meus sonhos e minhas neuras.
Ela é a primeira que eu penso quando vem a palavra AMIGA na minha cabeça.

É ela que é canceriana chata que eu aturo e amo. Que trabalha que nem gente grande e eu admiro. Que se comporta e age como uma puritana e acho bonito. Que é mais coração que qualquer outra coisa e que eu queria ser igual.

É santista, gosta de músicas bregas, tem medo de ser atropelada, odeia que a chame de vagabunda e fdp - mesmo que seja força do hábito. Adora um shopping, um vestidinho, uma sandalinha. Um abraço, um beijo, uma dedicatória.

É uma garota família, linda e popozuda (não podia deixar de falar isso, né?!).
É pra sempre a minha amiga, parceira, companheira, cúmplice, irmã de alma e a melhor da vida.

Felicidades pra você no teu dia. Muito AMOR, AMOR E AMOR!
O meu você já tem. De hoje até sempre.


Eu amo você, Mari!




ps.: Seu niver é só domingo, mas já fica aqui o post durante todo o final de semana.

Um comentário:

  1. Nina, dessa vez é o meu blog que tem presente para você. beijos
    Ótima semana.

    ResponderExcluir

Senta o dedo aí!