domingo, 7 de junho de 2009

Descoberta por acaso


Dia desses, enquanto voltava de metrô pra casa decidi parar naquelas banquinhas que vendem livros na estação, sabe?
Me deparei com um zilhão de opções de leituras na minha frente e todas muito baratinhas. Fiquei maravilhada!

Já tinha observado essas banquinhas, mas nunca tinha parado para olhá-las com atenção.
De cara, já comprei dois livrinhos de bolso. Leitura bem gostosa e rápida.

Tô pronta pra adquirir o próximo livro que irá me acompanhar no trajeto casa-trabalho / trabalho-casa.

Como é bom ler. Parece que o mundo fica melhor!

Uns versos de Mario Quintana:

DO ESTILO
Fere de leve a frase... E esquece... Nada
Convém que se repita...
Só em linguagem amorosa agrada
A mesma coisa cem mil vezes dita.

DOS MUNDOS
Deus criou este mundo. O homem, todavia,
Entrou a desconfiar, cogitabundo
Decerto não gostou lá muito do que via...
E foi logo inventando o outro mundo.

DAS UTOPIAS
Se as coisas são inatingíveis, ora...!
Não é motivo para não querê-las...
Que tristes os caminhos , se não fora
A presença distante das estrelas.

DA FELICIDADE
Quantas vezes a gente, em busca de ventura,
Procede tal e qual o avozinho infeliz:
Em vão, por toda parte, os óculos procura,
Tendo-os na ponta do nariz!


2 comentários:

  1. ahhhhhhhhhhhh. adoro. eu vieri compulsiva por ler, tenho lido muito, as vezes troco o sono pela leitura, se ela é envolvente, ou eu tenho insônia

    ResponderExcluir
  2. roberta nina galisteu ler liros para mim é um caso de necessidade.
    como vc ja deve ter lido no meu blog

    eu leio de 3 ou 4 livros por vez e levo 2 semanas paraconsumi-los

    minha sorte é que tem uma biblioteca em frente a acadmia q trabalho gata tudo de bom mas tambem leio de tudo tudo tudo
    bj

    ResponderExcluir

Senta o dedo aí!