quarta-feira, 20 de maio de 2009

Narração

Penúltimo dia de trabalho (até chegar as looooooongas férias):

Correndo horrores.
Tudo atrasado.
Texto sem informação.
Uma exigência com sentido, porém sem tempo o bastante para desenvolvê-la.
Um erro.
Um esporro.
Uma desculpa.
E o esporro continua.
E a desculpa aumenta de tom.
Acompanhar a entrevista.
Cliente de ovo virado.
Pior que eu.
A volta.
O esporro vem com mais força.
A resposta é uma delícia.
'Não vou fazer pq amanhã saio de férias".
Ironia.
Relátorios.
Exigências a serem cumpridas (antes do tempo) para que você descanse.
Cansaço.
21hs.
Busão / metrô / busão.
Chega.

ps.: Enfia essa caixa de chocolates (ruins pra caraleo) no cú!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Senta o dedo aí!