quinta-feira, 14 de maio de 2009

Lembranças de amor

Hoje eu parei pra prestar atenção em uma caixinha. Nada bonita, mas cheia de coisinhas interessantes.
A caixinha sempre esteve lá, guardada, no baú. Muitas vezes me foi mostrada, mas nunca a olhei com olhos especiais, digamos que "femininos" também. Mas hoje ela foi percebida de maneira diferente.
Repleta de colares, brincos, pingentes, pulseiras e anéis dos mais variados tipos. Bregas, finos, coloridos, enferrujados, prateados e dourados. De tudo você encontra lá dentro.
Eu fui mexendo, descobrindo, recordando tudo aquilo. Já até selecionei algumas peças para fazer parte da minha modesta coleção do dia-a-dia.
Menina, tem até um colar de pérolas, digníssimo! Daqueles que você põe com um vestido e arrasa. Demais!
Tem um brinco de argolinha grossa todo verde. Tem um outro cheio de pingentes, todo colorido - ideal pro Carnaval. Tem até brincos de pressão!
E os anéizinhos, então? Muitas opções! Hoje um deles está no meu indicador direito e cada vez que olho, sorrio.
Mas guardei uma dessas pecinhas em especial. Na hora que eu bati o olho, lembrei dela. De como ficava quando ela usava, de quando encostava em seu colo e eu o via lá. Era usado com frequência.
Um pingente. Como se fosse uma porcelana, com umas florzinhas, umas arvorezinhas, pintado à mão. Os desenhos são verdinhos. Lindo! Assim como os olhos dela.
Foi uma delícia rever tudo aquilo e senti-la. Lembrar de como gostava de usar, da vaidade.

Agora, tudo aquilo é meu. Vou usar também. Vai ficar juntinho do meu corpo e todo mundo vai olhar e dizer:
- Nossa, que lindo! Onde você comprou?
- Não comprei. Eu herdei. Era da minha mãe!

**=

4 comentários:

  1. até arrepiei lendo. esse colar que eu to hoje, é da minha vó, ela me deu quando eu nasci, disse que eu era a primeira e unica neta (e sou mesmo). e hoje eu uso com carinho, porqu enão tem valor que pague isso. tem outros também, mais dois colares e um brinco de pressão, que eu posso usar.

    ResponderExcluir
  2. Me inspirou... E incrível como pequenos objetos guardam grandes histórias e uma imensidade de lembranças.
    Amei!

    ResponderExcluir
  3. roberta nina galisteu você sempre suprendendo você mesma e os outros né?

    quem diria que a tosca Nina agora vai dar de presente lindos acessorios para a chiquetérrima Galisteu.

    Bem a Roberta vai precisar ficar aprendendo com as duas a dividir todas as peças.

    bjs

    ResponderExcluir
  4. Também dou um valor tremendo para certas coisas. É incrível como algumas coisas tem um valor sentimental tão grande. E não importa o valor material. É puro sentimento, lembranças, recordações, são pequenos momentos eternizados. Outro dia, remexendo as minhas coisas, achei um pingente de prata com uma moeda (do tempo do cruzeiro)que ganhei do meu avô paterno... Cuide bem dos seus tesouros. beijos

    ResponderExcluir

Senta o dedo aí!